COPAGIRO Semanal #5

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

 

Olá queridos leitores! Sejam bem vindos a mais um COPAGIRO, onde passamos um resumo da semana para você! Sem mais enrolação, vamos começar.

 

BRASIL

Aqui no Brasil, o BC continua em greve, adiando alguns indicadores econômicos como o IBC-Br, o indicador que mede a prévia do PIB. Além disso, o presidente do nosso BC Roberto Campos Neto, na segunda feira comentou que ficou “surpreso” com a inflação de março e está aberto a analisar o cenário, o que fez com que os juros disparassem e os economistas passassem a precificar uma alta de 0,5 ponto percentual na reunião do COPOM em junho, o que surpreendeu o mercado, pois até pouco tempo atrás todos pensavam que a taxa de juros iria encerrar seu ciclo e alta já na próxima reunião, em maio.

Também tivemos por aqui a assembleia geral da Petrobrás, onde foi decidido que José Mauro Coelho assumirá a presidência da empresa e Márcio Weber ficará no cargo de presidência do conselho.

 

EUA

Nessa semana, lá nos Estados Unidos, começa a temporada de balanços, o que pode movimentar bastante o mercado. Além disso, a inflação americana veio acima do consenso anual, ficando em 8,5%, o maior índice desde 1981. A inflação ao produtor americano, por sua vez, também veio acima do esperado, o consenso era de 0,5% e veio a 1% em março, nos últimos 12 meses, soma 9,2%. Os pedidos iniciais por seguro desemprego vieram levemente acima do esperado.

 

ZONA DO EURO

Na França, as eleições presidenciais começaram, e já se encontram no segundo turno. A disputa está entre dois candidatos, Emmanuel Macron, candidato mais central, e Marine Le Pen, candidata de extrema direita. O resultado da eleição é de extrema  importância tendo em vista que a França é uma das maiores economias do mundo, com enorme influência na Europa.

Hoje também tivemos por lá a reunião do Banco Central Europeu, mantendo a taxa de juros em 0%, no entanto sinalizaram que irão diminuir as compras de títulos, reduzindo leve e gradualmente a liquidez do mercado.

 

CHINA

Do outro lado do mundo, a inflação também está superando as expectativas, segunda-feira tivemos a inflação de lá, o esperado era 1,2%, mas veio a 1,5%. O acumulado em 12 meses é de 8,3%, ante a projeção de 7,9%.

Lá em Shangai, depois do governo ter imposto um severo lockdown, onde separava até os pais dos filhos, o que gerou diversas manifestações, decidiram flexibilizar a quarentena por lá, agora é permitido que cerca de 40% da população da cidade possa sair às ruas. Quem deve ficar em casa são apenas os moradores dos bairros mais afetados pela COVID. Esse movimento foi visto com bons olhos pelo mercado, pois um com o lockdown haveria um menor crescimento da China, repercutindo negativamente no crescimento global, já que estamos falando da segunda maior economia do mundo.

 

PRÓXIMA SEMANA

Para a próxima semana, devemos ficar de olhos abertos aos dados do PIB da China, além dos PMI da China, EUA e Zona do Euro.

 

Ficamos por aqui com mais um COPAGIRO nessa semana mais curta! Semana que vem, voltaremos com mais notícias para deixar vocês atualizados! Bons negócios a todos!

 

Guilherme Lauris Torres

 

 

Para investir melhor em renda variável, nada como contar com especialistas. Entre em contato conosco:

Telefone: (14) 3010–1818

WhatsApp: (14) 3245–4345 ou acesse clicando aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima