COLUNA CANDEEIRO 25092020 NELSON ITABERÁ

12/10 Prefeitura “ataca” caixa d´água em imóvel de Raul e adversários usam texto de Eduardo Bolsonaro para alfinetar Capitão Augusto e Gazzetta

Facebook
WhatsApp
LinkedIn

12/10/2020 PREFEITURA “ATACA” CAIXA D´ÁGUA DE IMÓVEL DE RAUL E FILHO DE BOLSONARO ATACA CAPITÃO AUGUSTO POR CAUSA DE BAURU 

 

PREFEITURA “ATACA” CAIXA D´ÁGUA DE RAUL

Se é por causa da eleição ou não, o tempo dirá, mas gerou reação no candidato Raul Gonçalves (DEM) a veiculação de material entre servidores do DAE a respeito de uma caixa d´água em imóvel de sua propriedade. Raul critica “fake news” que chegou a diretores do DAE, falando em poço artesiano. Segundo o candidato do DEM, o inquilino de um imóvel onde funcionou uma lavanderia de sua propriedade permitia que moradores retirassem água. É uma caixa d água exigida pelos Bombeiros para combate a incêndio. O inquilino de Raul reclama que foi multado em R$ 7 mil e, então, parou de dar acesso ao público.

A questão é curiosa, sobretudo nesse duplo calor (da estiagem e da eleição). Um vídeo no Facebook critica que a caixa, em frente ao Jardim Shangrilá, está fechada para a população. Alguns candidatos a vereador, como do PTB, difundiram o vídeo com a crítica do morador. Alguns candidatos retiraram o vídeo ao serem acionados.

A Vigilância Sanitária do Município emitiu manifestação ao inquilino apontando que não pode ser disponibilizada a água para a população. Raul diz que o poço recebe análise a cada 3 meses, mas que não pode obrigar o inquilino a liberar a água.

FAKES COMEÇAM A ROLAR NAS REDES

Alguns vêm com ironia, outros trazem ofensas. O fato é que, infelizmente, as redes sociais já são palco, novamente, de conteúdos maldosos. O prefeito Gazzetta é vítima também. A questão é as campanhas terem tempo e estrutura para identificar autoria. Em um desses materiais, aparece um pedacinho de asfalto, em rua de terra, com a foto do prefeito. O texto ironiza, como se fosse Gazzetta pedindo voto para, nos próximos quatro anos, terminar a pavimentação incompleta (do pedacinho). (sic!)

EDUARDO BOLSONARO, CAPITÃO AUGUSTO E BAURU

O texto da rede social veio truncado e está sendo utilizado com maldade nas redes. É uma mensagem atribuída ao deputado federal Eduardo Bolsonaro tascando fogo contra o deputado federal Capitão Augusto quando da coleta de assinaturas para a formação do Aliança pelo Brasil. No texto da rede social do filho do presidente está: “Considero lamentável a postura do capitão Augusto. Será execrado pelo eleitorado bauruense. Usando imagem do PR (presidente) de forma grosseira”. O deputado Capitão Augusto lamentou a utilização do material em Bauru, adaptado para a campanha eleitoral de 2020 e diz que o link não tem nenhuma relação com o que ele gravou com o prefeito Gazzetta (na sexta\), onde está a imagem do presidente Bolsonaro.

O fato é que alguns adversários não perdoaram e fizeram a associação com o uso da imagem do presidente. Capitão Augusto posiciona que não falou que o Presidente da República vai pedir votos para candidatos a prefeito. “Eu no meu depoimento em vídeo associei a postura de honestidade do presidente ao perfil do candidato Gazzetta que apoio. Lamento que utilizem fatos antigos, como fake news, na eleição”, disse.

O vídeo de apoio do deputado federal ao prefeito foi substituído, ainda na sexta. O prefeito colocou em seu Facebook um vídeo com Capitão Augusto, mas com o vice Toninho Gimenez e Gazzetta. O deputado posiciona que o conteúdo é fake e que “o deputado Eduardo Bolsonaro não fez nenhuma crítica” a seu respeito.

DEPUTADO E POLÊMICA DO CASO PCC

Por falar em Capitão Augusto, ele reagiu duro ao episódio em que o STF aplicou dispositivo incluído na Lei Anticrime (artigo 316 do Código de Processo Penal) e que levou o ministro do Supremo Marco Aurélio Mello a conceder habeas corpus ao traficante e chefe do PCC em São Paulo, André do Rap, na última sexta. O dispositivo traz que a cada 90 dias deve ser revista a decisão de manter a prisão preventiva de acusado de crime.

O deputado Augusto disse que alertou aos congressistas que a medida iria dar problema, lutou contra, mas foi voto vencido na comissão do Pacote Anticrime. “Lutei muito contra isso. Fui vencido no grupo de trabalho e incluíram no relatório contra a minha vontade”. Ele prometeu protocolar, no Senado, pedido de impeachment contra o ministro Marco Aurélio Mello. “Não pode ficar barato”, reagiu.

O ‘PL’ UNE OPOSIÇÃO E GOVERNO

O governador João Dória (PSDB) veio a Bauru e não explicou nada. Mas o PL 529/2020 (PROJETO DE LEI) – onde ele quer extinguir uns 10 órgãos do governo paulista argumentando que tem de reduzir despesas em razão da crise fiscal – está conseguindo juntar deputados da oposição e da situação. Há várias frentes contrárias ao projeto. Tem defensores da manutenção da Furp (fábrica de remédios), tem do Instituto Florestal, da Sucen e até da CDHU.

O fato é que, no mérito, o governador tem de apresentar o estudo técnico que embasa a proposta. A criação e extinção de órgãos públicos tem de vir acompanhada de estudo. Ficar na lenga lenga da retórica política não dá. O governo tem de ter a responsabilidade de apresentar o histórico da estrutura, obrigações e funcionalidade de cada um desses órgãos. A Assembleia Legislativa tem o dever de debater, com base no estudo, a relação entre a existência, ou não, dessas estruturas, em relação ao tecido social. Montar no discurso do enxugamento, ou do desmonte, por si só, nos dois extremos, é só narrativa…

AINDA SOBRE A GESTÃO DA ÁGUA

O Contraponto esperou os candidatos abordarem o tema para pontuar: NINGUÉM abordou a relação entre gestão, com controle de indicadores em cima do cumprimento das ações previstas no Plano de Águas (PDA), com a substituição gradativa de hidrômetros! Por que? Porque isso significa duas coisas que candidato não gosta de falar: a troca de hidrômetros aumenta a medição (a receita do DAE cresce). E é com esse dinheiro que a cidade terá condições para enfrentar, nos prazos ideais, os problemas de desabastecimento.

MUDANÇA DE VISÃO E GESTÃO

Um pitaco sobre gestão no DAE (cuja observação não é sobre o atual governo, mas todos até aqui): a profissionalização da autarquia exige a adoção de métodos de governança, com busca de rigor ligados ao sistema de certificação ISO.

De outro lado, a autarquia tem de repensar seu organograma. Criaram 16 coordenadorias e no DAE em cada sala que você entre tem alguém que recebe adicional para “comandar alguma coisa”. Enquanto isso, no topo, é arcaico imaginar que 1 presidente vai dar conta de cuidar dos programas de tratamento de esgoto, redes de água e esgoto, produção e reservação para abastecimento, além de pessoal e estrutura. Por que não se pensa em transformar o Conselho Administrativo do DAE (hoje com 3 membros, um deles sendo presidente) em funções EXECUTIVAS, sendo dois vice-presidentes (um de água e outro de esgoto) subordinados ao presidente? Gestão, indicadores (com controle diário) e organograma técnico-funcional.

CAMPANHA: MOSTRE A ÁRVORE DE SUA CASA

A sugestão veio de leitores. O CONTRAPONTO publica abaixo o vídeo mostrando a árvore da frente de minha casa. A ideia é estimular os cidadãos a cuidar de suas plantinhas. A arborização urbana é fundamental para reduzir as temperaturas. Mas as plantas sofrem com a falta de cuidados ou pela ignorância cultural: alguns vizinhos reclamam de sujeira das flores e, pasme, muitos pedem para derrubar as árvores para destacar as fachadas das casas e empresas. Esse tipo de pedido está “cheio” na Secretaria de Meio Ambiente…

Bom é isso: está ai, conforme sugerido, a imagem da árvore em frente de casa. E a sua? Publique no facebook. Vai que outras pessoas entram na campanha educativa… 

 

 

1 comentário em “12/10 Prefeitura “ataca” caixa d´água em imóvel de Raul e adversários usam texto de Eduardo Bolsonaro para alfinetar Capitão Augusto e Gazzetta”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima