Cohab: agenciadora confirma ao MP passagens a vereadores e assessores pagas por Gasparini

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
A agenciadora de turismo Angela Aiello confirmou o pagamento das passagens que estão na AGENDA da presidência da Cohab, com nomes de vereadores e assessores

A proprietária da agência de turismo Angela Marta Aiello de Paiva Dias confirma, em depoimento ao Ministério Público (MP), que vendeu, nos últimos anos, passagens aéreas (a maioria para Brasília) endereçadas aos vereadores Fábio Manfrinato (licenciado) e Sandro Bussola (PSD), assim como para seus assessores, respectivamente Paulo Nascimento e Júnior Rodrigues (vereador eleito pelo PSD).

Em depoimento encaminhado à área de Patrimônio Público e Cidadania (para apuração em inquérito próprio), Aiello também aponta que os pagamentos foram feitos em dinheiro, diretamente por Gasparini ou através de funcionários da Cohab (também em espécie). Ela revela, inclusive, o nomes das pessoas que levavam o dinheiro para ela para quitar os bilhetes. Apenas as passagens que foram para viagens de integrantes da Cohab, incluindo o próprio Gasparini, foram pagas pela companhia (através de nota fiscal). Estas, explica Angela Aiello, estão em email enviados à secretaria da presidência da Cohab, exatamente para que Olga separasse o que era viagem da companhia ou a ser paga por ordem direta de Gasparini – para os terceiros citados na AGENDA).

O caso AGENDA, revelado pelo CONTRAPONTO, traz o que disse a ex-secretária da presidência da companhia, Olga Maria de Oliveira Mattosinho,  ao MP. A reportagem obteve a confirmação da ex-secretária, na oportunidade.

Os nomes dos agentes políticos estão na agenda de Olga, apreendida pela Promotoria na Operação João de Barro (Gaeco). Conforme revelou a ex-secretária, as anotações em sua agenda dizem respeito aos nomes dos citados (Manfrinato, Bussola e seus assessores Paulo e Júnior).

A agenciadora da turismo Angela Aiello ratifica que as passagens foram emitidas e pagas (em dinheiro). A informação confirma o que disse Olga: de que as anotações em sua agenda, com esses nomes, informam os valores pendentes (que por ordem de Gasparini seriam pagos pelo ex-presidente à agência).

Em momento algum, como informado pelo CONTRAPONTO, houve a citação de que as viagens aconteceram com recursos da Cohab. As despesas foram PAGAS EM DINHEIRO, por Gasparini ou por ordem deste, confirmam os depoimentos à Promotoria. Mas  Manfrinato e Bussola utilizaram a alegação de fake news no episódio.

Sobre as informações reveladas pelo CONTRAPONTO no episódio conhecido como A AGENDA,  Manfrinato confirmou que realizou viagens a Brasília, mas disse que foi atendido através do governo nas ocorrências. (Ele não esclareceu quem pagou as passagens, informação agora prestada pela ex-secretária da presidência da Cohab e pela dona da agência de turismo que vendeu os bilhetes). Em sua defesa, Manfrinato citou que isso foi acertado em reuniões do grupo político que deu apoio a Gazzetta, com o prefeito participando de algumas reuniões, segundo o parlamentar licenciado.

Sandro Bussola disse que não viajou a Brasília. Já seu então assessor, Júnior Rodrigues, confirmou que foi à Capital federal e protocolizou documentos da atividade parlamentar de Sandro.

Abaixo a documentação, tornada pública ontem junto à documentação da Comissão Processante. O arquivo completo está em: https://sapl.bauru.sp.leg.br/pysc/download_materia_pysc?cod_materia=MTc0Nzk0&texto_original=1&fbclid=IwAR1gmPjiZrvwYI0FeVzMz7smIcKBm5iFNGiHtOxfQcaaGo1wFYl_HHlgHGY  

 

DOCUMENTAÇÃO

A cópia dos documentos abaixo, encaminhados à Promotoria de Patrimônio Público e enviados agora ao Legislativo, conforme solicitação da Comissão Processante, corroboram com o que disseram em seus depoimentos Olga e Angela, inclusive com bilhetes, valores das despesas, datas e companhias aéreas utilizadas.

Angela Aiello ainda cita passagens vendidas por sua agência também para o prefeito Clodoaldo Gazzetta, nos últimos anos. Mas ela ressalva que sua empresa venceu licitação para prestar este serviço à Prefeitura. E que, portanto, precisará checar se as despesas foram pagas todas regularmente, via administração, ou não.

Contatamos o prefeito para se inteirar da citação. Aguardamos retorno.

 

Ainda restam comprovantes complementares a serem tornados públicos:

BILHETES AÉREOS

 

Passagens aéreas emitidas para agentes políticos e que constam de anotação na agenda da Cohab

CÓPIA DE DEPOIMENTOS AO MP

EX-SECRETÁRIA DA PRESIDÊNCIA

Segundo depoimento de Olga Mattosinho ao MP

 

DONA DA AGÊNCIA DE TURISMO:

Depoimento da agenciadora Angela Aiello

2 comentários em “Cohab: agenciadora confirma ao MP passagens a vereadores e assessores pagas por Gasparini”

  1. Acredito que o papel da imprensa seja mostrar os fatos. Me preocupo com os recursos dos eleitores em geral em entendê-los, pois, um fato têm diversas versões, que podem justificá-lo ou não. A prudência me orienta a aguardar antes de concluir, pensando sempre que há pessoas envolvidas e não devemos incorrer em injustiça, mesmo almejando à justiça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima