Como investir em 2022 – Dicas para começar: É possível começar com pouco?

Facebook
WhatsApp
LinkedIn

Olá, queridos leitores! Recentemente finalizamos mais uma série, sobre Outros ativos de Renda Variável. Hoje, iniciaremos uma série com muitos conteúdos que os ajudarão a investir em 2022! No primeiro episódio, falaremos sobre uma dica muito importante para quem começar a investir: comece, mesmo que seja com valores baixos.

Muitas pessoas pensam que apenas quem já possui muito dinheiro pode investir. No entanto, isso é um mito. O que acontece, em muitos casos, é justamente o oposto: ao investir de forma regular, independente do valor, o investidor verá seu patrimônio aumentar ao decorrer do tempo.

Em relação às possibilidades de investimentos, você pode encontrar o tipo de investimento que mais se encaixa no seu bolso, além de outros fatores, como: conhecimento, experiência e tempo de dedicação.

Em investimentos de renda variável, por exemplo, existe a possibilidade de comprar cotas de fundos de investimentos com aplicações mínimas de R$500,00. Para os investidores com maior conhecimento da Bolsa, também é possível investir em ações com um baixo valor, por meio do mercado fracionário. No mercado fracionário, os papéis são vendidos individualmente, ao invés do lote padrão, geralmente de 100 ações.

No caso da renda fixa, também existem inúmeras possibilidades de investimentos com um valor baixo. Pelo Tesouro Direto, que é um investimento com alta segurança, é possível começar a investir com quantias a partir de R$30,00. Em CDBs, que são papéis de renda fixa referentes aos bancos, existem possibilidades de aplicações mínimas de R$500,00.

Esses são apenas alguns exemplos de investimentos com baixo valor de aplicação. O mercado ainda te dá muitas outras alternativas para começar a investir com pouco e, aos poucos, aumentar o seu patrimônio e conhecimento sobre o mercado financeiro.

Agora que sabemos que é possível começar com pouco, é importante entender porque vale a pena começar a investir, independente do valor. Como exemplo, utilizaremos um CDB com rendimento bruto, ou seja, sem desconto de Imposto de Renda, de 12% ao ano. 

O rendimento dos CDBs é por meio dos juros compostos, ou seja, os juros do mês são incorporados ao capital, tornando os ganhos exponenciais. Assim, ao investir R$1000,00, o investidor terá R$1120,00 ao final do primeiro ano e no segundo ano, a taxa de 12% incidirá sobre esse novo valor. Dessa forma, o investidor verá seu dinheiro crescendo exponencialmente, mesmo com valores baixos investidos.

Deu para perceber a importância, né? Portanto, que tal começar a investir, independente dos valores, em produtos que possibilitam aportes menores? Assim, você dará o primeiro passo para aprimorar cada vez mais seus conhecimentos e acumular seu patrimônio, para conseguir uma vida financeiramente mais tranquila no futuro! 

Com isso, acabamos o primeiro episódio da nossa série! No próximo episódio, daremos mais algumas dicas para quem quer começar a investir. Fiquem ligados!

 

Matheus Assunção.

 

Para investir melhor em renda variável, nada como contar com especialistas. Entre em contato conosco:

Telefone: (14) 3010–1818

WhatsApp: (14) 3245–4345 ou acesse clicando aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima