Fênix, eu e… meu câncer. Como reconhecer crenças psicológicas foi essencial para superar!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

 

Olho para minha vida e sempre vi muitas coisas lindas e originais, sempre me achei diferente, especial, privilegiado na trajetória até os 14 anos, um aventureiro capaz de correr riscos.

Sempre me amei muito. Em algum momento isso mudou e me senti desvalorizado, não amado e incompetente, frágil e acreditando que não suportaria tantas decepções e fracassos. Eu queria só ganhar, mas só perdia!

Estava morrendo, quase desistindo da vida. No meu silêncio clamava por ajuda, mas não compartilhava isto com ninguém. Vivi um sofrimento por conta de meus pensamentos e crenças, eu acreditava que era meus pensamentos e crenças. Errei e me libertei!

Então, aos 61 anos, fui surpreendido com um câncer no estômago e no meu baço. Conclui: tenho uma vida maravilhosa com minha família, meus amigos, meu câncer, meus alunos, meus pacientes e internautas! Valorizar quem sou e estar consciente de minhas forças e virtudes, comprovadas, me deixa seguro e feliz. Este é o nosso propósito de preservar a nossa vida com felicidade! Foi assim que venci o meu câncer. Fique bem, estou bem!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima