Incêndio atinge mata entre final do trevo da Rodrigues e SP 225

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
As chamas foram identificadas por quem passa pela av. Rodrigues Alves no início da noite deste domingo (11/04) (imagens cedida: Reginaldo Dias)

Veja vídeo do incêndio que está acontecendo nesta noite de domingo:

Incêndio trevo Rodrigues q SP 225

Incêndio de proporções atinge a mata existente entre o final da Avenida Rodrigues Alves, no trevo próximo à saída para a Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros, no início da noite de domingo, em Bauru.

O Corpo de Bombeiros chegou ao local, por volta das 19h, mas ainda não há informações sobre a extensão do incêndio e as formas de tentar conter as chamas neste momento.

No sábado, em Bauru, houve ocorrência de incêndio no Aterro Sanitário, segundo a Emdurb de origem criminosa. Mas o Corpo de Bombeiros conseguiu eliminar os focos, durante a tarde.

Neste período de início de estiagem, as Polícias Florestal, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil iniciam campanha contra as queimadas. No perímetro urbano, pontos costumeiros são alvos de incêndio, como no Jd. TV e em pontos atrás do Jardim Europa e perto do BTC, margeando a linha férrea.

OUTRA HISTÓRIA

A ocorrência de incêndios em pontos de vegetação preservada em Bauru, assim como em outras cidades, reacende discussão sobre o confronto entre a preservação de biomas como o cerrado e o interesse de exploração pelos proprietários das terras com vegetação.

Na região do incêndio tem área embargada, com trecho de mata de cerrado desmatada no passado. Também há, próximo, mais perto da baixada de onde está o incêndio deste domingo (onde tem córrego) trecho de mosaico definido pelo governo do Estado como de proteção permanente, como últimos fragmentos desse tipo de vegetação em território paulista.

No histórico de ocorrências de incêndios em diferentes pontos de Bauru, onde há cerrado, houveram inúmeros registros de incêndio.

De outro lado, ambientalistas denunciaram, no tempo, casos de tentativa de derrubada de mata, e da prática de atear fogo, com o objetivo de tentar tornar o espaço área degradada consolidada, irreversível. Nestes casos, a intenção é buscar, no futuro, a liberação dessas áreas para parcelamento de solo ou outra utilização que não seja a manutenção da mata.

A lei estadual do Cerrado, de 2009, está sob ataque de interesses de proprietários de terra na Assembleia Legislativa Estadual. Há anos, grupos empresariais tentam eliminar pontos que permitam a comercialização (uso) de terras onde ainda resiste o cerrado.

Veja no vídeo as imagens do incêndio que está acontecendo nesta noite de domingo, cedidas por Reginaldo Dias:

Incêndio trevo Rodrigues q SP 225

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima