Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE B3) e o ESG no Brasil.

Facebook
WhatsApp
LinkedIn

 

Contextualização

A sigla ESG (Ambiental, Social e Governança Corporativa, em inglês) tomou os holofotes das principais discussões envolvendo as boas práticas que garantem uma maior perenidade dos negócios empresariais.

É cada vez mais evidente a preocupação dos investidores com os impactos socioeconômicos gerados pelas companhias das quais são sócios. Hoje, lucrar a qualquer custo não é um slogan que agrada a maioria das pessoas. É preciso crescer de forma sustentável e garantir o menor impacto possível para as futuras gerações.

 

O índice ISE B3

O Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3 (ISE B3) foi criado em 2005 e conta com a possível participação das 200 ações mais negociadas na bolsa. Hoje, cerca de 40 companhias fazem parte do índice e, para serem elegíveis, devem responder um questionário envolvendo 7 temas diferentes:

  1. Econômico-Financeiro
  2. Geral
  3. Ambiental
  4. Governança Corporativa
  5. Social
  6. Mudança do Clima
  7. Natureza do Produto

Dessa forma, o ISE ajuda o investidor a identificar as empresas que estejam em sintonia com os aspectos de sustentabilidade corporativa, realizando uma pré-filtrarem e agilizando a tomada de decisão.

 

Perspectivas no Brasil e o papel da XP Investimentos

Aqui no Brasil, com as consequências do Coronavírus, muitas empresas mudaram suas estruturas para se adaptarem, e muitos especialistas acreditam que esta é uma tendência que veio para ficar. Aquelas que não se desenvolverem nesses aspectos, ficarão para trás. 

Visando sempre a disseminação do conhecimento para os brasileiros, a temática do ESG está bastante evidente na XP Investimentos, com o lançamento de diversos fundos que replicam índices compostos somente por empresas que respeitam e prezam essas questões. Para aqueles que gostariam de se aprofundar um pouco mais, a equipe de conteúdos da XP fez um guia de A a Z, com todas as informações que qualquer investidor precisa saber sobre o ESG.

Nos vemos na próxima publicação. Até lá!

2 comentários em “Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE B3) e o ESG no Brasil.”

  1. Muito bom o material.
    A meu ver, já está ocorrendo essa perspectiva dentro das empresas e no mundo de negócios como um todo.
    É o futuro chegando..
    E chegando muito rapidamente

    1. Muito obrigado pelo comentário, Carlos.

      De fato, está ocorrendo essa transformação de maneira muito rápida, e é o futuro para melhor!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima