COLUNA CANDEEIRO 25092020 NELSON ITABERÁ

N. 109 Greve sanitária na Educação, prefeita na Câmara e variante do vírus nas ruas

Facebook
WhatsApp
LinkedIn

N. 109 GREVE SANITÁRIA NA EDUCAÇÃO, PREFEITA NA CÂMARA E VARIANTE DO VÍRUS NAS RUAS 

 

VARIANTE

A presença da mutação do vírus em Bauru é inevitável, como divulgamos ontem. Também conversamos com especialistas que atuam no monitoramento da doença desde a origem, inclusive com integrante do Comitê Covid. A indicação é de que a mutação da Covid-19 transmite mais. O restante ainda não se sabe, segundo os estudiosos.

Gente! Os cuidados continuam iguais: distanciamento e higiene! Assim, o anúncio oficial da presença não muda essa regra. …

DRIVE THRU

O governo municipal indicou que vai avaliar realizar a vacinação das demais faixas etárias com mais pontos (para o caso de ‘drive thru’). Concentrar em um único ponto gera fila, por muito tempo. De forma racional, a vacinação espalhada em 23 Unidades Básicas deve ser incentivada.

No ano passado, a Secretaria de Saúde fez imunização de idosos nas casas. E deu muito certo, durante a semana, sem gerar hora extra.

CAIXA RASO

A Prefeitura terá de utilizar algum recurso do Orçamento próprio para completar o pagamento dos 10 leitos UTI Covid que o Estado já deveria ter instalado no HC (por decisão judicial). Isso porque, conforme a Secretaria de Finanças informou em audiência pública na semana passada, a verba carimbada Covid fechou 2020 com R$ 5 milhões de saldo, mas com R$ 4 milhões já comprometidos (empenhados).

Os 10 leitos UTI, por 90 dias, custam R$ 1,4 milhão. Se precisar prorrogar por mais tempo… A não ser que a União retome custeio de UTI Covid… Há judicialização da obrigação (pacto federativo) do Estado de São Paulo contra a União.

CORTE

A Famesp tem feito esforço adicional para manter serviços na região, mas o Estado pressiona a relação demanda-custeio com cortes no Orçamento. Como divulgado, o governo paulista cortou R$ 24 milhões dos contratos com a Famesp neste ano, somente para Bauru. …

ATRASO

A Famesp “corre” para instalar pontos de oxigênio no Hospital das Clínicas, no oitavo andar. Lá serão instaladas as 10 UTIs da execução judicial. O pagamento da diária será pela Prefeitura. A mão de obra da Famesp.

Foi comprado um exaustor, mas a previsão é que o equipamento chegue dia 12 de março. Depois dessa data é que teremos os leitos adicionais para casos graves no HC. O Estado está com o Predião parado há anos!!!

DADOS TCE

Na matéria levantada, com exclusividade, pelo CONTRAPONTO com comparativo de dados oficiais do Tribunal de Contas do Estado (TCE) sobre a Covid (leitos, óbitos, despesas, internações, etc…)https://contraponto.digital/covid-entre-3-cidades-medos-iguais-numeros-e-resultados-distintos/ –  o órgão de fiscalização utilização a população da cidade-sede e trouxe, também, o número de cidades da região que cada uma cobre.

Comparamos Bauru, Piracicaba e Franca, por serem cidades com população próximas. O economista Reinaldo Cafeo contatou o CONTRAPONTO para observar que o comparativo de leitos por região pede relacionar população somada (das cidades cobertas) com UTI. Assim, teremos o índice real de oferta desse serviço. 

VERBAS 

Chamou atenção, nos dados divulgados pelo TCE, que Bauru teve menor repasse federal para Covid do que essas cidades (do comparativo). Nesta semana, vamos checar, também, junto ao TCE um dado financeiro…. que apresenta grande discrepância… Voltamos ao assunto assim que o dado for checado.

GREVE SANITÁRIA

Servidores da Educação Municipal decidiram por greve sanitária – realizar atividades de aula remota e não presencial, a partir e hoje. A Secretaria Municipal, por sua vez, informa que as aulas presenciais vão ter início nesta segunda, com segurança…

PREFEITA

Consta que hoje a prefeita deve ir ao Legislativo, após a sessão, para conversar com os vereadores. Foi divulgado que a conversa principal seria pedido da prefeita para que os vereadores aprovem o aumento da contribuição dos servidores (de 11% para 14%) na previdência.

O Executivo vai dizer que a cidade não pode ficar sem o Certificado (CRP) Previdenciário para não correr o risco de ficar sem repasse de verbas federais. Vários parlamentares, inclusive a presidência da Casa, vão ponderar que a Prefeitura pode ir ao Judiciário buscar, ainda que em liminar, a manutenção do CRP.

A questão é que a eventual não renovação do documento está ancorada em PORTARIA da Secretaria Nacional da Previdência – que, em tese, confronta com a reforma legal na previdência que garante autonomia aos Regimes Próprios, como é o de Bauru… etc…. e etc…

RECLAMAÇÕES

É bom lembrar que a “conversa” entre vereadores e a prefeita não tem, na origem, esta pauta. Vários parlamentares estão insatisfeitos com o acesso e o tratamento de alguns integrantes do primeiro escalão…. Os parlamentares querem ser ouvidos e recebidos como representantes populares… O DAE é um desses alvos…

DOIS MESES

O governo Suéllen completa dois meses. É muito cedo para avaliações. À medida do tempo, de outro lado, vão se “afunilando” as expectativas em torno das ações estruturais do governo. “Arrumar a casa” é o mote conhecido da prefeita. Resta “clarear” onde, como e qual a amplitude do “slogan”.

De outro lado, há pela frente definições de temas com impacto de longo prazo, concessões do lixo, e da iluminação pública, déficit robusto na Emdurb, dívida gigante da Cohab, deficiências em serviços…

O governo indicou que não pretende pedir financiamento (em lei) para obras na cidade. Mas o levantamento foi ‘encomendado’ junto à Secretaria de Obras…

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima