COLUNA CANDEEIRO 25092020 NELSON ITABERÁ

N. 128 Desobediência civil, mortes em alta, ‘agenda militar’ e desencontros marcam o 31/3 em Bauru

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

N. 128 DESOBEDIÊNCIA CIVIL, MORTES, VÍRUS SOCIAL “AGENDA MILITAR” E DESENCONTROS MARCAM O 31/3 EM BAURU

 

DESOBEDIÊNCIA

A coluna de hoje é de risco cognitivo. Não pelos conteúdos em si, porque relatar e dialogar sobre fatos é nossa missão. Mas pelo uso indevido para quem interesse jogar “gravetos” na fogueira, em plena tragédia social (sanitária e econômica). Apesar disso, vamos, por responsabilidade, registrar os fatos.

Está em curso, entre lojistas, a maioria do ramo de alimentação, o confronto às regras que proíbem a abertura de estabelecimentos que não sejam de atividades essenciais, nesta data. Isso é público.

O coordenador do Movimento Reage São Paulo, que se licenciou da presidência do Sincomércio para se dedicar à ação, Walace Sampaio, diz que o setor acumula 150 dias fechados (integralmente) e vai enfrentar o decreto, ao invés da insolvência. Ele aponta, de outro lado, que a ação do segmento não tem nenhuma relação com o ato que defende “intervenção militar”.. e etc…

Circulam pelas redes sociais banners de anúncio de abertura de atividades, com funcionamento nos locais. Segundo a Prefeitura de Bauru, a Vigilância Sanitária tem conhecimento (de antemão) dos casos e vai aplicar a norma.

Antes que alguém invoque, em vão, algo enviesado: aqui não se faz juízo de valor sobre as conhecidas angústias na crise de saúde pública e econômica-social. E do já dito (por nós) direito de comerciantes, empresários e prestadores de serviços de protestarem contra as restrições de funcionamento.

Porém! Nossa posição é de que é equívoco, na situação em que estamos, antagonizar saúde x economia! De outro lado: isso não autoriza alguém a agir conforme suas próprias leis!

31 DE MARÇO

Agora… outro fato…. Alguns estão pegando carona no tensionamento extremo da tragédia (econômica, epidemiológica e social) para, nesta mesma data (31/03) incluir na “agenda” pela abertura das lojas a mobilização com apelo “político-militar’…

E… no mesmo embalo, mas com a carona vinda pelo neodiscurso de “lutar pelo direito de ir e vir” amarraram o “pano de fundo” para gerar apoio a Bolsonaro. É uma “salada mista” inserida em uma fase de muitas dores, miséria, falências, ampla desinformação e uso sorrateiro de reações para alimentar a aproximação entre colapso e abismo social…

CARRO DE SOM

O “chamado” de um carro de som que circulou pela cidade hoje (terça) dá o tom, por si, da “salada mista”… em torno da questão. O texto gravado fala em “manifestação em apoio ao Presidente Bolsonaro”… “e em prol da nossa liberdade”…. A mensagem segue chamando trabalhadores e empresários “impedidos de trabalhar” a “repetir o gesto de 1964 quando as mulheres tomaram as ruas contra o comunismo”…

Um terceiro material (também distribuído nas redes) – este assumido pelo menos por quem defende intervenção militar – agendou ato para o mesmo endereço e data (neste 31/3)….

Com a liberdade que ainda nos é garantida, inclusive para criticar o jornalismo quando seus erros assim pedirem e o “contraponto” vier acompanhado de educação, serenidade e respeito à democracia, registramos: Tirem suas próprias conclusões!

Preocupado, e triste, vou ouvir “Admirável gado novo”, na voz de Zé Ramalho! Mas não no volume extremo. O vizinho tem direito ao sossego…

13 MORTES

BAURU registra mais 13 mortes por Covid. O boletim da terça-feira (30/03) eleva o total óbitos pra 571 pessoas, agora com total de 44 pacientes que não resistiram enquanto aguardavam no Pronto Socorro por UTI do Estado.
A média de mortes por semana é o dobro do primeiro pico (agosto 2020), quanto o índice era 3,4 mortes/dia. Nesta terça-feira (30), a rede de urgência do município estava com 35 solicitações de vagas em hospitais do Estado, sendo 14 de UTI e 21 de enfermaria, incluindo o PSC/PAC e as UPAs.
A prefeita Suellen Rosim foi a Brasília pela manhã, em voo particular, com os prefeitos de Lençóis Paulista (Anderson Prado) e de Jaú (Ivan Cassaro). Foram atrás de kit intubação e custeio de leitos UTI.
ÁS PRESSAS
A agenda da prefeita surgiu em cima da hora, momentos antes do início da reunião agendada com vereadores para discutir novas ações para a crise na pandemia. Coube ao vice-prefeito e secretário de Saúde, Orlando Costa Dias, assumir o diálogo.
Orlando repetiu que pra ele a saída é “vacinação”. E não há divergência quanto a isso. Mas aumenta, entre os parlamentares, a angústia de que a escalada de mortes não pare se a circulação de pessoas e encontros continuar “como está”…
HC LOTADO
Como o Hospital Estadual está com 125% de lotação (75 pacientes em estado grave pra Covid com 60 leitos UTI lotados), 15 pacientes estão recebendo tratamento com adaptação em leitos inicialmente de enfermaria.
A situação se agravou a tal ponto que, desde o início da pandemia, esta fase é a primeira em que os 40 leitos de retaguarda do Hospital das Clínicas (onde não há serviços especializados ainda funcionando) estão também lotados.
TIBIRIÇÁ
Foi interessante na audiência pública sobre as demandas e serviços públicos em Tibiriçá ver as diferentes secretarias se manifestarem. As informações são muitas… Vamos a alguns pitacos…
Tibiriçá está muito bem de abastecimento. O DAE diz que la a produção do poço é três vezes maior do que o consumo de 395 ligações residenciais.
Mas a presidente Flávia Souza não disse uma palavra sequer sobre o tratamento de esgoto no Distrito. Oras! A Estação de Tratamento está paralisada há anos… Moradores reclamam da existência de criação de porcos, há anos… por lá….
COBERTURA
As ações de assistência social também atendem com boa cobertura. São 985 pessoas em Tibiriçá.,. 100 em Santa Maria, 56 no Rio Verde e 1.167 na Barra Grande. O CRAS tem abrangência sobre 5.000 famílias. A microrregião tem 1.027 cadastradas.
Educação também está em dia, com uma EMEI e dois serviços por convênio, vinculando creche e atendimento a adultos, por contrato com o Terceiro Setor.
O QUE FALTA
Lideres da região pediram ambulância à noite, mas a demanda é inferior ao serviço. A Saúde considera que o Samu atende emergências em deslocamento similar, em alguns bairros de Bauru. O secretário Orlando Dias disse que esse tipo de “plantão de ambulância” acaba virando “táxi branco”….. atende tudo… e poucos pacientes…
Já em termos de segurança, a Militar discute reabrir a Base. Mas a PM direciona o efetivo para atuar nas ruas, otimizando escala de policiais ‘estáticos’ em imóveis.
E a Usina de Leite? Os investimentos foram feitos ainda no governo Rodrigo e nada foi resolvido no governo Gazzetta…
CESSÃO
O Sindicato dos Servidores quer ouvir a Sedecon sobre as circunstâncias da transferência de duas servidoras, uma para a Semma e outra para a Seplan.
O Sinserm também oficia o DAE. A presidência cedeu um operador de máquina para a Emdurb. Mas a autarquia tem escassez exatamente desta mão de obra…. E então… (?)
ELE ESTÁ LÁ!
O advogado André Mendonça voltou para o comando da Advocacia Geral da União (AGU). Com vínculos familiares em Bauru, ele foi acionado em 2019 para prestar apoio institucional à demanda de liberação de recursos judiciais em ação (no caso do erro do Viaduto)…. Mas em seguida foi para o Ministério da Justiça. Agora ele está lá! De volta!
3.891 CESTAS
A presidente do Fundo de Solidariedade, Lúcia Rosim, agradeceu às doações, em audiência. Mas o saldo de cestas recebidas de janeiro a março é de apenas 3.891 unidades. Divide por 3 (meses) e relaciona com 11.000 famílias cadastradas…. “Não dá nada! Quando terminamos de entregar para uma família, no mês seguinte ela está com fome de novo”…
Segue o apelo para doações!

2 comentários em “N. 128 Desobediência civil, mortes em alta, ‘agenda militar’ e desencontros marcam o 31/3 em Bauru”

  1. Avatar

    Viva a Liberdade de dizer o que penso, de ir e vir quando, como e onde eu quiser e precisar. Vamos evoluir, ajudar e seguir em frente. Com intelugência e empenho político.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima