COLUNA CANDEEIRO 25092020 NELSON ITABERÁ

N. 173 Vacinação chega a quem tem 45 anos e TJ mantém obrigação de pagar indenização da Floresta Urbana

Facebook
WhatsApp
LinkedIn

N. 173 VACINAÇÃO CHEGA A QUEM TEM 45 ANOS E TJ MANTÉM OBRIGAÇÃO DA PREFEITURA  QUITAR INDENIZAÇÃO DA FLORESTA URBANA

 

VACINAÇÃO

A Prefeitura de Bauru abriu vacinação contra a Covid-19 para pessoas entre 45 e 49 anos, a partir deste sábado (19/06). Antes, é obrigatório o agendamento no site da Prefeitura de Bauru (www.bauru.sp.gov.br/agendamentovacinas), ou no banner destacado em vermelho no site. O agendamento já está liberado.

Ao entrar na página, a pessoa deve acessar o ícone ‘Covid-19 1ª dose pessoas com 45 anos ou mais – 19/06/2021’, e preencher os dados solicitados. Depois, a pessoa é direcionada ao site ‘Vacina Já’, do governo estadual, e deve preencher os dados, o que agiliza a aplicação da primeira dose nas unidades de saúde, que vão funcionar neste sábado das 8h às 12h, para a vacinação de pessoas com 45 anos ou mais.

OUTROS DIAS 

As pessoas com 45 anos ou mais que não puderem tomar a vacina neste sábado podem receber a primeira dose a partir de segunda-feira (21). O agendamento para a semana que vem estará disponível no site da Prefeitura de Bauru a partir do final da tarde de sábado. Até o momento, a Secretaria de Saúde já vacinou cerca de 90% do público estimado com 50 anos ou mais, o que permitiu a abertura da imunização a uma nova faixa de idade.

DOCUMENTOS
Na unidade de saúde, a pessoa deve apresentar RG, CPF e comprovante de residência. O agendamento no site da prefeitura é obrigatório, para evitar aglomerações e filas nas unidades de saúde.

PONTOS DE VACINAÇÃO NO SÁBADO – COVID-19

UBS Centro
Rua Quintino Bocaiúva, 5-45

UBS Jd. Godoy
Alameda Flor do Amor, quadra 10

UBS Bela Vista
Rua Marçal de Arruda Campos, 4-41

UBS Nova Esperança
Rua Benedito de Abreu, s/n

UBS Falcão
Rua Salvador Filardi, 6-08

UBS Jussara/Celina
Rua Bernardino de Campos, quadra 23

UBS Jd. Europa
Rua Hermes C. Batista nº 1-64

UBS Redentor
Rua São Lucas, 3-30

UBS Cardia
Rua Ezequiel Ramos,11-78

UBS Mary Dota
Rua Pedro Prata de Oliveira ao lado da UPA

UBS Gasparini
Rua Aparecida Inês Chrispim de Matos, quadra 2

UBS Chapadão/Mendonça
Rua Arlindo Pinto Ferreira, 1-15

USF Nove de Julho/Fortunato Rocha Lima
Rua Ernesto Gomes da Silva, 2-136

USF Vila São Paulo
Rua Gaudêncio Piola, quadra 4

USF Nova Bauru
Rua Lucia Boni São Pedro 2-154

Casa da Mulher
Avenida Nações Unidas, 27-28 – Vila Universitária

CRMI
Rua Silvério São João, quadra 1 – Centro

Cerest
Rua Henrique Savi, 2-85 – Vila Universitária

 

BOLETIM COVID

Boletim Covid desta sexta traz 986 óbitos, sendo 106 bauruenses que faleceram enquanto estavam sendo atendidos no Pronto Socorro, a espera de leito UTI. Os hospitais públicos estão sem vagas e o sistema privado sob pressão.

A Prefeitura prometeu apertar a fiscalização neste final de semana. Além disso, foram fechados espaços públicos para a prática de esportes coletivos, que estão proibidos nesta fase.

FURTOS 

O DAE continua registrando furtos em sistemas de produção. Na madrugada foi a vez do Reservatório do Gasparini. Cabos furtados e abrigo de energia danificado prejudicaram a produção do abastecimento para os  bairros atendidos pela unidade.

FLORESTA URBANA

Antecipamos, ontem, que a Vara da Fazenda Pública de Bauru reviu a liminar que havia concedido no processo que discute o valor da indenização da Floresta Urbana. Hoje, foi a vez do Tribunal de Justiça rejeitar recurso da Promotoria e manter a obrigação da Prefeitura pagar o restante do acordo.

A última parcela vence no próximo ano.

GAZZETTA

A estratégia do ex-prefeito Clodoaldo Gazzetta de tentar evitar o julgamento antecipado da ação que pede declaração de improbidade administrativa por ausência de disputa pública (chamamento) no repasse de verbas para escolas de samba e blocos em 2019 já pode ser um prenúncio da espera da reforma na lei de improbidade.

O pedido do ex-prefeito foi rechaçado pela Promotoria. A decisão será da Vara da Fazenda. A Câmara Federal aprovou esta semana (e o presidente Bolsonaro já sinalizou apoio à mudança) alterações na lei de improbidade que podem beneficiar milhares de agentes políticos com processos em andamento.

Entre as medidas, a nova lei (que ainda tem de passar pelo Senado) exige que se prove a intenção para o caso de improbidade, com prejuízo ao erário. Os benefícios da proposta aprovada em Brasília atingem (para beneficiar) os denunciados de forma retroativa.

CASO SEPLAN

Como uma das vertentes do caso Seplan, a servidora Maria Luiz Miller Ferreira teve ação de improbidade assinada pelo MP julgada improcedente pelo juiz da Vara da Fazenda, José Renato da Silva Ribeiro. A servidora foi demitida, em processo administrativo, pela Prefeitura que considerou comprovada conduta irregular de Maria Miller na Seplan, com favorecimento de terceiros em 213 procedimentos em que atuou.

Ela é engenheira e, atuando na Seplan, foi acusada de realizar serviços para terceiros (relacionados a projetos).

Mas, na ação de improbidade, o juiz decidiu que a condenação seria desproporcional. Isso porque a engenheira já foi demitida em razão das falhas funcionais e, com isso, a sentença traz que seria repetir punição, na esfera judicial. Além do que, a sentença aponta que não há prova de dolo (intenção).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima