COLUNA CANDEEIRO 25092020 NELSON ITABERÁ

N. 272 Instabilidade no solo do Rosa Branca e barragem da Lagoa do Batalha preocupam; prefeita aumenta multa para mato alto em 60% e Estado anuncia R$ 2,5 milhões para repor trecho da Av. Nuno de Assis

Facebook
WhatsApp
LinkedIn

N. 272 Instabilidade no solo do Rosa Branca e barragem da Lagoa do Batalha preocupam; prefeita aumenta multa para mato alto em 60% e Estado anuncia R$ 2,5 milhões para repor trecho da Av. Nuno de Assis

 

LAGOA DO BATALHA

O presidente do DAE, Marcos Saraiva, classifica como reforço necessário em função das fortes chuvas. Entre engenheiros, entretanto, a colocação do equivalente a 12 caminhões de rachão (de 12 m3 cada) na segunda e terça-feira foi para conter o risco de danos maiores à barragem da Lagoa de Captação do Batalha.

Depois de passar pela paralisação das bombas, com sedimentos e ocorrência de águas turvas, o DAE teve de liberar água (extravasor) porque o volume de chuvas de 150 mm no domingo gerou risco real de transbordar a pequena Lagoa. No bastidor, a ação de colocar 12 viagens de 12 m3 cada na  barragem foi comentada como uma medida para buscar evitar o pior: a barragem rodar. Seria um desastre!

PLANEJAMENTO

Voltemos ao rito: as chuvas em volume significativo (e sequenciais) são esperadas da segunda quinzena de dezembro até pelo menos março de cada ano. Assim, planejar (e fazer) o desassoreamento da Lagoa, limpar com técnica adequada o acúmulo de vegetação em boa parte do percurso, fiscalizar a conservação de áreas lindeiras, nas duas margens, cuidar de curvas de nível, microbacias de contenção para combater o carreamento de sedimentos para o rio Batalha e, em especial, na área de confluência da Lagoa…. são medidas (ou deveriam) rotineiras…

Além disso, dragar o leito do rio Bauru pelo menos no percurso urbano e alargar a Lagoa estão na lista, desde sempre… para vários governos…

Ouvimos que “se não abrissem, a Lagoa corria risco de rodar”. E, mesmo assim, a água “pressionou” lá na ponte da divisa Bauru-Piratininga diante da situação atual.. nesta temporada das chuvas…

ESTÁ SOBRANDO?

Engenheiro é um profissional carente no governo municipal, certo? O salário pago pela Prefeitura abaixo do piso (agravado com o erro de redução de jornada e etc…. para alguns cargos, discutido no PCCS de 2015) tornam a carência, também, problemática, certo?

A realidade mostra que sim… Mas sabe aquele ditado: “você vai pra geladeira”? A carência da mão de obra nos quadros da administração contrasta com “por engenheiro na cozinha”? Bom. Metáforas à parte, eis mais um tema que merece ser discutido com a prefeita Suéllen e o presidente do DAE, Marcos Saraiva…

DAE E MANCHESTER

O que não é metáfora é o estrago que a autorização do contrato de abertura de rede de esgoto pelo DAE fez, em plena temporada de chuvas (esperada, conhecida) no Jardim Manchester. Se já era difícil a situação por lá, ficou desumana. Muitos não conseguem acessar suas casas!

Segundo o presidente do DAE, Marcos Saraiva, “a chuva criou grandes erosões que danificaram a tubulação de esgoto e água. A equipe está atuando na recuperação das redes”… O Manchester tem fossas.  A instalação de tubos próximos das chuvas era fatal! Na Quinta da Bela Olinda… Idem!

ROSA BRANCA

Entre os vários pontos que estão sendo mobilizados pela Secretaria Municipal de Obras, a passagem de água embaixo da Avenida Pinheiro Machado (na área do Rosa Branca) é a que mais preocupa. O talude rodou (e não começou ontem…). E esta situação preocupa muito.

A cada “cavocada” um problema adicional surge. Na região da Nuno de Assis, Terminal Rodoviário, por exemplo, identificaram que tubos de interceptores envelopados (da instalação ruim feita pela Passareli há anos, no governo Rodrigo) estão “junto” com a tubulação de drenagen…. Não se tem notícia da apuração disso junto ao DAE….

NUNO DE ASSIS

O governo do Estado anunciou, através de live entre o secretário executivo do Desenvolvimento Regional, Rubens Cury, e a prefeita Suéllen Rosim, a liberação emergencial de R$ 2,5 milhões para repor estrago em um trecho da Avenida Nuno de Assis. A Secretaria de Obras monitora o local.

O presidente da Câmara Municipla, vereador Markinho Souza (PSDB), que participou da articulação da reunião com o Estado, fez o anúncio da liberação da verba, em nota.

MULTA MAIOR

A prefeita aumentou a multa para mato alto em 60%. O proprietário que não cumprir a limpeza e capina, a partir de agora, vai responder pela reposição do serviço em R$ 8,00 o metro quadrado. O valor da multa era R$ 5,00 0 metro quadrado.

A prefeitura, porém, não tem informado dados de atuação firme na fiscalização no setor, apesar do conhecido aumento de casos nesta fase.

MORTE COVID

O boletim diário Covid totaliza 1.300 mortes em Bauru. foram mais 8 óbitos confirmados nesta terça-feira, sendo 4 em unidades municipais. Ou seja, Bauru soma 148 moradores que faleceram sem conseguir internação em UTI. 100% dos leitos para vagas de Bauru continuam ocupados. E os 10 leitos adicionais divulgados pelo Estado ainda não começaram a receber pacientes, no HC.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima