COLUNA CANDEEIRO 25092020 NELSON ITABERÁ

N. 363 Receita da Prefeitura chega a R$ 137 milhões acima de 2021 até agosto; Prédio da Cohab vai a leilão em outubro por decisão judicial

Facebook
WhatsApp
LinkedIn

N. 363 Receita da Prefeitura chega a R$ 137 milhões acima de 2021 até agosto; Prédio da Cohab vai a leilão em outubro por decisão judicial

 

CASO COHAB

A sede da Cohab Bauru vai a leilão em outubro, dia 27, na primeira chamada para lance mínimo por R$ 13,4 milhões em avaliação da 6. Vara Cível.

Não há quem não sabe na gestão municipal, e na companhia, que há milhões de Reais em jogo com execuções antigas por credores. A surpresa é que ninguém falou do leilão e nenhuma citação foi dada à ação de execução que envolve o prédio de 2.554,09 metros quadrados, na Avenida Nações Unidas.

LEILÃO DA SEDE

O leilão determinado pelo juiz André Luiz Bicalho Buchignani está na ação 001235766.2018.8.26.0071 de autoria da Construtora LR, Cristóvão Colombo, Miller e Ulmann Advogados e Cristiano Dornelles Miller.

Como regra de leilão, não será surpresa se não aparecer interessado na primeira agenda, mas surgir para a segunda – por R$ 8 milhões.

O prédio da Cohab não é e não será o único a ser buscado para execução. E já alertamos que causa surpresa a Cohab ter uns R$ 30 milhões em aplicações e a Caixa ainda não ter buscado essa quantia.

E ACORDO?

Também causa estranheza observar que – segundo a prefeita – o caixa da companhia vai pagar as parcelas iniciais do anunciado acordo com 30 anos de prazo… mas a direção da Cohab afirmou em audiência pública que só dá aval se a Caixa comprovar os valores…

O presidente da Cohab, Alexandre Canova, disse que deixa o cargo, se preciso.

Ou seja, Suéllen Rosim tem de concluir – e logo – esta situação.

COFRE CHEIO

A prefeita Suéllen Rosim está nadando “de braçada” no caixa. Depois de ter fechado o primeiro ano com superávit de R$ 113 milhões, a arrecadação até agosto de 2022 já superou o ótimo resultado de 2021 e em R$ 137 milhões!

A fabulosa arrecadação está permitindo à prefeita adquirir máquinas, anunciar compra de caminhões para a coleta na EMDURB, contratar recape e obras.

EXTRAORDINÁRIO

A receita total até agosto de 2022 é de R$ 891,8 milhões contra R$ 754,8 milhões. Aqui estão os R$ 137 milhões a mais, conforme registro da Secretaria de Finanças.

O repasse de ICMS atingiu R$ 190,7 milhões até agosto, contra R$ 168,5 milhões do mesmo período do ano anterior.

O repasse da União também vai muito bem: 78,2 milhões de janeiro a agosto contra R$ 61,5 milhões de 2021.

O ISS também vai bem neste ano, com R$ 111,4 milhões até agosto contra R$ 87,6 milhões em 2021.

CERTIDÃO

E não é que a União renovou o documento que a prefeita tanto alardeou que não sairia se não aprovasse a reforma da previdência!

O Certificado de Regularidade Previdenciária CRP foi renovado até  23 de março de 2023.

Agora o governo tem tempo e bom tempo para por todos os detalhes à mesa para ajustar a previdência.

E tempo para debater o conteúdo também. E a Funprev idem!

 

 

 

 

 

5 comentários em “N. 363 Receita da Prefeitura chega a R$ 137 milhões acima de 2021 até agosto; Prédio da Cohab vai a leilão em outubro por decisão judicial”

  1. Com toda essa arrecadação porque não está investindo mais na saúde?
    Precisamos de mais 20 USF em Locais diversos do município e urgente.
    Falta profissionais inclusive médicos.
    Falta veículos de transporte de paciente.
    Campanha anti rábica.
    Aumentar a cesta de medicamentos da atenção básica.
    A área odontológica tem fila de espera de cinco anos.
    Tem demanda reprimida em todas as áreas do serviço de saúde principalmente as especialidades.
    Tem reformas urgentes para fazer.
    Novamente os gastos com a saúde foi muito abaixo do esperado pós pandemia com tanta demanda reprimida.

    1. Fila de espera de vagas nas creches.
      Período parcial em mais da metade das matriculas da Educação Infantil (creche e pré)
      Quantas EMEIIs estão em construção ?
      R$440 milhões em caixa, em 31/8/22.
      E estão retornando quase R$80 milhões pagos a maior em face do “erro” (?) no cálculo da divida federalizada.
      Tantos recursos, tantas carências e …. tanta incompetência.

  2. Espero que agora, depois de mais de 45 anos adquiram uma nova vibro acabadora de asfalto para o município ( a atual foi fabricada em 1976) e que já estejam planejando desde o início do ano os gastos com a educação, pois se não teremos a aquisição de mais imóveis…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima