COLUNA CANDEEIRO 25092020 NELSON ITABERÁ

N. 53 O debate de ontem e o confronto fatal (desta sexta) para o segundo turno

Facebook
WhatsApp
LinkedIn

N. 52 O DEBATE DA TV UNESP, AS AÇÕES JUDICIAIS E OS BASTIDORES DA ELEIÇÃO

 

MAIS UM VÍDEO

Os adversários de Raul Gonçalves (DEM) encheram as redes nesta quinta com um vídeo onde o candidato faz comentário machista com um amigo, referindo-se à possível preferência de voto da esposa.  Ao final da tarde, Raul gravou com a esposa do amigo que, em vídeo, disse que o material que “espalhou” era uma conversa privada, em tom de brincadeira, do candidato com o marido da amiga.

A despeito do mérito, ainda ontem, o CONTRAPONTO posicionou crítica contundente no sentido da utilização de conteúdos, ainda que, em tese, despretensiosos, no caminho do machismo estrutural. E, registre: pelas duas candidaturas! Ou através de simpatizantes dos DOIS LADOS.

Com uma disputa que, no bastidor, indica acirramento à medida da proximidade com a votação no domingo, qualquer escorregão pode ser prejudicial. Porque até explicar o que houve com a casca de banana… lá se foi o tombo…

DENÚNCIA DE IRREGULARIDADE

Muita gente utiliza publicações nas redes, ou em matérias, que tratam sobre ações judiciais que buscam a punição de candidaturas para comentar que fulano ou fulana fez isso ou aquilo, de forma ilegal, na campanha.

Gente! Não sejam omissos! Juntem provas (fotos, emails, gravações, testemunhas), entrem no site da Justiça Eleitoral (www.tse.jus.br) e informem o que houve. Quanto mais informação for levantada melhor. Agora ficar nas redes sociais, passivo, apontando o dedo não resolve e ainda desvenda quem não quer cumprir o papel de cidadania. O eleitor é fiscal! Faça sua parte!

PAGAMENTO AOS SERVIDORES

A Prefeitura paga o salário de novembro neste sexta-feira, deposita o 13. salário no dia 01/12 (próximo), paga o vale Natal no dia 15 de dezembro e o salário de dezembro no dia 29/12.

Conforme o secretário de Finanças, Éverson Demarchi, já está tudo provisionado (guardado), em conta, com esta finalidade.

Ou seja, não há mais risco de o servidor não receber seu salário, mesmo com as perdas na pandemia. E os resultados já apontam alguma recuperação.

Mas vale lembrar que o governo Gazzetta vai deixar algumas dezenas de milhões de Reais para serem pagos pelo sucessor, fruto da pandemia (perdas).

CULTURA – PLANO

Participei das sabatinas dos segmentos de arte e cultura de Bauru com Suéllen e Raul. Nossa avaliação, sintética: o candidato do DEM foi mais preciso, afirmativo, que a adversária. Ela foi genérica, não se compromete com ações específicas, mas repete a estratégia de que está aberta ao diálogo.

Raul conseguir pontuar ações e programas com alguma setorização, ao contrário da adversária, nesta área. Ah! A coordenação de Raul havia cancelado a agenda com o segmento cultural, como publicamos. Mas encaixou 30 minutos.

ESTRATÉGIAS

Ao invés de levarmos a vocês pitacos sobre o debate JC, Unesp, TV Câmara, da noite de quinta, preferimos uma reportagem avaliando estratégias adotadas neste segundo turno. 

Com isso, contribuiremos para você levar, para o domingo à tarde, na apuração, mais alguns elementos para a AVALIAÇÃO DAS URNAS.

Hoje (sexta) terá debate final, após a novela, na Globo. Quem escorregar feio, literalmente, dança no domingo!

No domingo, a partir das 17h00, estaremos ao vivo, na página do CONTRAPONTO NO FACEBOOK, com convidados que entendem do assunto avaliarmos se foi a equipe de Raul ou Suéllen que fez a melhor aposta em torno da ESTRATÉGIA neste segundo turno. Marque na agenda!

AÇÕES JUDICIAIS

Na ação judicial que busca a não diplomação de Guilherme Berriel como eleito pelo MDB, a Justiça Eleitoral indeferiu o pedido de liminar. Já na ação que defende a cassação dos votos de toda a chapa do PTB (pela denúncia de candidaturas “laranja” por duas mulheres inscritas, mas que não obtiveram votos), o juiz Rodrigo Otávio Machado de Mello não recebeu o procedimento, porque sentenciou que o caso é de ação de impugnação de mandato eletivo e não a via processual escolhida.

Em outro ponto, a Justiça definiu que não há motivo para cassar diplomação porque as denúncias serão julgadas rapidamente, até a próxima semana, como no caso do MDB, por exemplo.

Assim, passam a estar pendentes os casos de Berriel (MDB) e Beto Móveis (Cidadania). Ou seja, é preciso aguardar o julgamento do mérito (do motivo alegado na ação). O processo do PTB pode ter recurso, ou protocolo de outra medida.

Já um pedido completamente extemporâneo para a cassação de Suéllen foi indeferido pelo juiz. Não pela denúncia do fato em si (que nem foi analisada em seu mérito). Mas é porque não há nada a ser cassado, porque a eleição do segundo turno não aconteceu. Óbvio!

HC FECHADO

Memória: quando o governador Dória veio a Bauru (durante o primeiro turno da eleição), apontamos no CONTRAPONTO que, em confronto à promessa gravada do tucano de que o Hospital das Clínicas (HC) continuaria aberto (mesmo após a pandemia – que nem acabou ainda), os executivos do próprio governo do Estado, apresentaram, em audiência judicial que não “havia motivo para abrir o hospital”, ou seja, criar mais leitos de internação em Bauru.

Um absurdo! Também publicamos que, naquela ocasião, o HC já havia reduzido sua capacidade à metade, de 40 para 20 leitos de enfermaria para Covid.

Pois é! O HC fechou ontem. Poderá (e deverá) voltar a funcionar. Mas sabe quando: a Covid tiver casos novos em evolução (porque essa etapa complementar deve atingir o Interior no início do ano, infelizmente) ou o MP ingressar com ação de responsabilidade contra o governador do Estado por FECHAR UM HOSPITAL NOVO, CONSTRUÍDO HÁ ANOS, JÁ COM MANUTENÇÃO PRECÁRIA E COM DESPERDÍCIO DO RECURSO PÚBLICO…

DESAPROPRIAÇÃO

Chamou atenção, nos últimos dias, a pressa (de corretores e do dono, claro) para que seja aprovado projeto de lei do prefeito que abre crédito de R$ 911.712,35 na área de Educação para que o Município pague desapropriação de um lote na Vila São Paulo, destinado a construir uma unidade do ensino fundamental (EF). (A principio, a pressa é pela ansiedade em receber, registre-se).

Perguntamos à secretária de Educação, Isabel Miziara, se não há lote público disponível na região e qual a razão da escolha do terreno indicado. Ela explicou que não há área institucional nesta região e falta unidade de EF, tendo apenas o ensino infantil (EI).

ILUMINAÇÃO PÚBLICA

O prefeito Gazzetta estava com uma luminária nas mãos ontem, no Gabinete, de LED, para 800 pontos no Vitória Régia, Nações Unidas e Nuno de Assis.

Os bauruenses pagaram esse investimento com o aumento de R$ 1,5 milhão na receita da CIP, desde o ano passado.

Já sobre a concessão (PPP) da Iluminação, pela Bolsa de Valores, o prefeito diz que ainda vai fazer neste ano. Cumprindo suspensão do edital por decisão judicial, o processo será remarcado depois de 5 de dezembro, na próxima semana.

Aliás, a suspensão por 30 dias (contado a partir de 5 de novembro) foi para cumprir a análise do projeto, pelo Legislativo. E há muito pouco tempo para isso.. E agora? Como fica?

 

 

1 comentário em “N. 53 O debate de ontem e o confronto fatal (desta sexta) para o segundo turno”

  1. A Câmara Municipal ficou ocupada com a campanha e agora deve analisar em tempo inábil o projeto da PPP da iluminação… Tudo isso faz um cético em religião dizer: Oremos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima