COLUNA CANDEEIRO 25092020 NELSON ITABERÁ

N.54 Sondagens de nomes para time de Suéllen alimentam o bastidor

Facebook
WhatsApp
LinkedIn

N. 54 SONDAGENS DE NOMES PARA TIME DE SUÉLLEN ALIMENTAM O BASTIDOR

 

NOMES DA LISTA

Estamos descolados com a ansiedade em torno da escolha dos nomes para o secretariado da prefeita eleita. E a ansiedade, neste caso, se apossa de quantidades superiores de adrenalina também justificáveis pelo fato de que os bauruenses escolheram uma jovem e sem experiência política anterior. O novo, assim, causa mesmo frisson.

Dizemos isso para esclarecer que, abaixo, vamos citar nomes de personalidades, profissionais, que começam (naturalmente) a serem citados em mais de um núcleo em torno dos que venceram a eleição. Assim, embora sejam apenas sondagens (até porque a eleita está concentrada em iniciar a transição de governo – o que é absolutamente correto e natural), citamos alguns sobrenomes que colhemos nos bastidores.

Mas, enfatizamos, que as citações devem ser recebidas, neste momento, apenas como menções, o que é absolutamente normal no período de sondagens. Alguém do grupo fala: o que você acha de fulano? Em outra reunião, a prefeita eleita comenta: fulana tem bom trânsito na área de assistência social? Entre uma conversa e outra, os próprios integrantes do núcleo de colaboradores que participaram da campanha vitoriosa de Suéllen, citam: ouvi lá da reunião que foi perguntado por cicrana!

Então, dito isso, segue abaixo, com absoluta e única função de prestar a vocês a essência do jornalismo de bastidor, a citação de nomes que acabaram escapando, aqui e acolá, em observações, citações. Não há, portanto, nenhum problema se alguém dos sondados for convidado (a). E também não haverá nenhum embaraço se a citação não passar de mera citação.

SONDAGENS

Mas como curiosidade em demasia faz mal e não estamos aqui na coluna pra ficar escondendo sondagem, vamos citar alguns apontamentos que ouvimos e o contexto de alguns desses casos, pra você entender a circunstância:

Sondamos que o nome da atual secretária de Planejamento (Seplan), Letícia Kirchner, foi discutido. E perguntamos diretamente a ela se aceitaria eventual convite para participar do próximo governo? Ela respondeu (classicamente) que “ainda é cedo”. Mas completou que torce pela eleita e “estará colaborando no que puder”.

Porém. Em parte do meio empresarial, de empreendedores, e de representantes (como na Assenag), Kirchner não é nome bem quisto. É técnica, mas turrona, de pouco jogo de cintura… E, mesmo tendo grande influência sobre Gazzetta, pouco demonstrou aprender sobre como dialogar no meio político. Mas, foi citado seu nome. E também de técnicos que atuam na equipe montada por Kirchner.

EX-SECRETÁRIAS

Ouvimos de duas fontes do time Suéllen que receberam comentários simpáticos os nomes de Aline Fogolin (que deixou o governo Gazzetta porque viu vários de seus projetos sem “aval” do comando…) e Darlene Tendolo (assistente social de carreira da Prefeitura que teve bom desempenho no governo Rodrigo e estruturou a rede SUAS na cidade – modelo que atrofiou no atual governo).

O nome de Aline recebeu comentários, como: tem trânsito com diversos setores produtivos, mostrou capacidade de dialogar politicamente e defender posições sem extremismos e poderia ser convencida de que os projetos que não conseguiu implementar teriam espaço no novo governo. Além disso, a ex-secretária da Sedecon tem interlocução próxima com empresários e empreendedores que desejam a adoção de indicadores e metas no governo (Codese)…

Sondagem por sondagem, Darlene Tendolo – como dito – tem traquejo político, sabe “manejar” o diálogo interno e externo e conhece a área de assistência social como poucos… E é de carreira!

Ah… ia me esquecendo. por falar em ex-secretários… nesta terça-feira teve servidor na Saúde que ficou apavorado com a citação do médico Fernando Monti (que comandou a pasta nos governo Rodrigo). Olha, se a citação vai avançar ou não, não se sabe, mas Monti tem trajetória, conhecimento no setor, tem perfil de gestão e é dotado de uma capacidade de leitura política e de cenários de programas públicos que poucos têm!

AS REAÇÕES

Fazemos mais um parentese em nossas citações das sondagens para dizer que é muito comum, felizmente ou não, que o desmembramento de bastidores, como acima, gerem reações rudes, de uns, mesquinhos de outros, ponderados (de quem tem discernimento) e etc. etc…

Gente! Para todas essas alternativas, temos a dizer o seguinte: recebam bastidor, sondagens e citações de nomes como NATURAIS! Não há como a prefeita eleita escolher sua equipe se não conversar com os seus em torno de nomes! Portanto, relaxem e saboreiem a “revelação” das  conversas mais amiúdes…. sem pretensão… Ou, cá entre nós, vocês não concordam que a coluna CANDEEIRO veio para ocupar um vazio vindo dos bastidores… (?)… Vamos seguir?

CULTURA E GABINETE

A área de cultura é uma daquelas em que há mais efervescência fora do que dentro do time da jornalista Suéllen. É que, nos últimos meses, grupos de diferentes linguagens (teatro, música, artes diversas, produtores, artesãos… etc) se movimentaram. Há pelo menos dois grupos organizados, com reuniões periódicas (virtuais) e a formação de uma agenda PRÓ-CULTURA BAURU! E isso é muito legal!

A questão é que a maioria não tem traquejo com o ambiente político. Mas, tudo bem! Citar nomes entre um ou outro integrante também é normal… Sigamos!

Como Suéllen falou em prestigiar servidores de carreira que tenham perfil e currículo capazes de tocar ações setoriais, na Cultura um nome citado foi do jornalista Ricardo Polettini (que também tem em sua bagagem a experiência na coordenação de comunicação do prefeito atual… o que é um “ponto” a mais… para, eventualmente, a citação caminhar adiante….)… Quem sabe!

O jornalista também é integrante de banda, está na estrada da produção independente há anos (Mercado de Peixe) e conhece as agruras de quem quer fazer cultura em Bauru!

Mas, também é fato, que há simpatizantes em torno do nome do atual secretário, Rick Ferreira, que pegou uma verdadeira “bucha”… no final já do governo Gazzetta e conseguiu correr, literalmente, para fazer projetos andarem e ações serem efetivadas (mesmo dispondo de equipe com pouca gente na Secretaria de Cultura).

Além disso, Ferreira é ligado diretamente ao vereador reeleito Markinho Souza. A questão (se é que ela teria peso assim…) é que Markinho é do PSDB!

Por sinal, na Cohab o presidente municipal da legenda tucana, Lima Júnior, teve seu nome comentado na mesma linha. Há dificuldade (compreensível) em parte do grupo da prefeita eleita em tratar de nomes que estão em campos antagônicos.

Entre analistas, inicialmente (conversa de café em política não liga pro ponto e pra xícara…. saibam), haveria receio de que Suéllen “perca pontos” com a parcela do eleitorado que viu em sua escolha a rejeição aos “grupos tradicionais”, ou segmentos que “comandam a cidade” (direta ou indiretamente) há décadas…. qualquer aproximação nessa direção seria correr o risco de prejuízo político (e começar assim seria muito ruim…).

MAIS NOMES

Pessoal, eu sei que muitos estão alimentando curiosidades… mas a coluna está ficando muito longa… Então vamos simplificar as sondagens finais… (e deixar, claro, o “trem” rolar para amanhã… e depois de amanhã…)

Gerson Pinheiro (empresário e candidato pelo PDT) poderá estar no primeiro time de Suéllen! Na Secretaria de Obras há sinais de que o “nome ideal” pode vir de uma conversa com o empresariado e entidades, como a Assenag, por exemplo. A Assenag defende engenheiro faz tempo para a pasta, assim como no DAE.

A questão é o cara ser bom de cálculo e projetos e bom de jogo de cintura e, sobretudo, ter perfil de gestor! Esse quesito vale para todas as pastas, por sinal. Pelo menos deveria (no pitaco do CONTRAPONTO)….

No Gabinete, ouvimos falar que um dos coordenadores da campanha, o vereador Patrick (Agudos) terá posto, certamente. Se de assessoria especial ou outro, aguardemos. Mas estará no terceiro andar das Cerejeiras.

Sondaram, conversaram, citaram, também o nome de Luiz Carlos Valle (que tem afinidade religiosa e conservadora com Suéllen), foi ex-presidente da Câmara (disputou a prefeitura pelo Podemos)…

POR QUE SUÉLLEN VENCEU?

Essa questão roda, desde domingo, entre derrotados e, também, quem gosta de argumentar sobre política. O que é bom! Gente, vamos tirar essa casca de que ninguém gosta de política!! Pelo amor! A gente pratica política todo dia! Em casa, no trabalho, no grupo do clube… A questão é que esse negacionismo da política partidária ou é revisto, ou estamos fritos!

Mas vamos lá: Suéllen venceu porque foi a outsider que os demais partidos não quiseram enxergar. A “terceira via” adaptada ao seu perfil: não tem experiência em gestão – como se discutia – mas preencheu os requisitos de carisma, boa comunicação e da imagem do novo.

Além disso, alguns dos grupos que desejam controlar os interesses políticos e econômicos da cidade insistem em querer emplacar candidato que vai bem na Getúlio, mas não cai bem nos gosto do Bauru 2000…. !

AMEAÇAS

Sorte, juízo e sabedoria à prefeita eleita! E solidariedade do CONTRAPONTO a qualquer ação que vá na direção da barbárie e ignorância!  

Estamos aqui, prontos para dialogar conteúdos, discutir caminhos, apontar o que não estiver na linha e a de oferecer via CONTRAPONTO… “seu outro ponto de vista”… 

10 comentários em “N.54 Sondagens de nomes para time de Suéllen alimentam o bastidor”

  1. No fim, o novo vem sendo preenchido, por enquanto meras ilações, com a velha política, Vale, Kirchner, Rick, Fugolin… O eleitorado aos poucos vai entendendo que na política nem tudo que se apresenta como novo é tão novo assim…
    Suellen aos poucos vai se mostrar mais dos mesmos…

  2. Esses nomes são os que esperam dela, mas a forasteira vai colocar pessoas de sua absoluta confiança. Damares e Weintraubs virão por aí, fora o 01, 02, 03, … 0100.

  3. Eu sempre disse a velha política, o lado dos poderosos da cidade vai criando formato, no fim é claro que o povo gosta de ser enganado sempre… Basta chegar alguem diferente e dizer EU SOU A NOVA POLITICA, COMIGO VAI DIFERENTE e aí tá ai OS VELHOS LOBOS SEMPRE MAMANDO NAS TETAS DO GOVERNO

  4. Não acredito que a prefeita eleita irá atrás de pessoas que já passaram pela administração municipal, no meu ponto de vista Polettini e Gérson são os únicos citados que são do time dos novos que se encaixam na mudança que levou o povo a escolher a Suellen…João Paulo.

  5. Entendo que tenha um perfil jogo de cintura, pois temos ótimos funcionários técnicos em cada secretaria, e as condições oferecidas, tempo, dedicação, valor recebido, sociedade e imprensa, difícil achar um profissional abrir mão…

  6. Rick na Cultura, Veja o que aconteceu com o repasse de verba para liga das escolas e bloco.Repasse de dinheiro público não atentou a Lei de licitações.

  7. a população procurou o novo e pelo visto irão receber o velho, quero ver quantos dias vai demorar para eu soltar o meu primeiro “eu avisei”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima