COLUNA CANDEEIRO 25092020 NELSON ITABERÁ

N.58 Sem desvios, Cohab fecha 2020 com R$ 13 milhões no caixa

Facebook
WhatsApp
LinkedIn

N.58 ESTADO ENROLA COM HC E COHAB FECHA ANO COM R$ 13 MILHÕES NO CAIXA 

INDEFINIÇÃO

Há não mais que três semanas pra encerrar o ano e o contrato provisório do HC com a Famesp, o governo do Estado:

– não reformou o telhado e infiltrações no Predião que abriga o hospital

– não fez andar  o projeto de lei (que já devia ter sido definido há anos) na Assembleia para que o HC seja unidade de saúde do Estado e, com isso, tenha orçamento

– reduziu à metade o contrato (provisório) para atendimento apenas de enfermaria para casos Covid no HC

– e não resolveu a fila (que já era crônica) para internações na cidade,  quadro agravado com a demanda reprimida na pandemia.

Tem reunião agendada sobre o HC. Veja na matéria do portal da Câmara: https://www.bauru.sp.leg.br/imprensa/noticias/comissao-de-saude-discute-futuro-do-hospital-das-clinicas-de-bauru/https://www.bauru.sp.leg.br/imprensa/noticias/comissao-de-saude-discute-futuro-do-hospital-das-clinicas-de-bauru/

DEPOIMENTOS

A Comissão Processante ouviu da ex secretária da presidência da Cohab, Olga Matosinho, o que ela confirmou ao CONTRAPONTO e ao MP, em depoimento.

A agenciadora Angela Aiello também ratificou seu depoimento, também como relevado pela reportagem. A única controvérsia é que um funcionário (David) diz que não foi a agência pagar passagens.

Em síntese, conteúdos em depoimentos e documentos trazem que Fábio Manfrinato e Sandro Bussola tiveram passagens aéreas pagas em dinheiro, por Gasparini Júnior, conforme está também em inquérito no MP.

A seguir, matéria completa do caso, pelo jornalista Vinicius Lousada, publicada no site da Câmara:

https://www.bauru.sp.leg.br/imprensa/noticias/comissao-processante-conclui-primeira-etapa-de-oitivas/https://www.bauru.sp.leg.br/imprensa/noticias/comissao-processante-conclui-primeira-etapa-de-

As viagens de Manfrinato estão anotadas na agenda e contam com bilhetes. À CP, a agenciadora entregou um bilhete registrado em nome de Bussola. Cabe a este explicar do que se trata.

Já a situação do prefeito no caso está na versão de Manfrinato. Ele é quem enfiou Gazzetta nesta. Aliás, isto está em sua defesa prévia, inclusive.

Não se discute viagem paga por terceiros ao prefeito.

DIREITOS HUMANOS

Vai até  o dia 12 próximo programação da 2. Semana de Direitos Humanos “Roque Ferreira”.

Veja a agenda, de hoje (09/12) até lá:

*Dia 9/12*
19h: *Exposição e debate:* Violência doméstica contra a mulher
Palestrantes: Daniele Mendes Melo e Marilda de Oliveira Ramos
Coordenação: Márcia Maria Cunha

*Dia 10/12*
17h30: *Roda de Conversa:* Serviço público e Direitos Humanos
Coordenação: Vanessa Pescarolo e Clodoaldo Cardoso
Núcleo de Educação em Direitos Humanos (NEDH / SME)
Observatório de Educação em Direitos Humanos (OEDH-Unesp)

*Dia 11/12*
19h: *Exposição e debate:* Saúde mental na pandemia
Palestrantes: Magna Viganó Cavalcanti e Osvaldo Gradella Júnior
Coordenação: Ari Fernando Maia

*Dia 12/12*
10h: *Reportagens e debate:* Insegurança alimentar, moradia e população em situação de rua, em Bauru-SP.
Apresentação: Bibiana Garrido, Camila Araújo e Lucas Mendes – Jornal Dois.
Convidadas: Vanessa Ramos e Jane Chaves

CAIXA DA COHAB

A Cohab BAURU vai apresentar que fecha o ano com R$ 13 milhões de saldo no caixa.

Ou seja, sem o desvio mensal em apuração no MP, a companhia vai ter grana pra dar alívio nas contas, ainda que por pouco tempo. A prestação mensal da dívida poderá ser paga pela Cohab pelo menos  ano.

Alguém pode se perguntar: se o desvio mensal assumido por Gasparini era de R$ 400 mil, em média, como se chegou a saldo muito além de R$ 5 milhões no ano?

É que já acabou o pagamento mensal da Cohab à Caixa chamado de RETORNO (devolver valores recebidos do FGTS para construir casas no passado). Isso permitiu à Cohab fazer o caixa neste ano.

A cifra vai aliviar o Orçamento da Prefeitura no primeiro ano do acordo da dívida, estipulada em mais de R$ 400 milhões. Mas a renegociação está parada em Brasília desde março.

Os deputados de BAURU precisam ajudar nisso, urgente!

PPP DO LIXO

O bauruense concorda em pagar mais uma tarifa para o lixo ser separado, mas continuar a ser ENTERRADO?

BAURU PERDE

Grandes estruturas públicas tendem a serem reduzidas, seja pela tese política em vigor, seja pela tecnologia.

A questão é se Bauru terá força política para manter regionais. Os Correios discutem levar a Regional do Interior para a Grande SP. Será um desastre econômico se isso vingar.

O BB faz tempo que enxuga setores. A Caixa inicia seu processo. Os bancos não terão mais agências físicas como antes. A tecnologia derruba empregos e custos. Isso vai se acentuar…

 

2 comentários em “N.58 Sem desvios, Cohab fecha 2020 com R$ 13 milhões no caixa”

  1. Em dois tópicos provam e confirmam a minha preocupação com a falta de liderança de nossa cidade a nível estadual, e federal para pressionar soluções em benefício de Bauru!
    🤔🤔😢😢😢😢

  2. cadê o povo que votou no Rodrigo Agostinho para cobra-lo ? o bichão ganha 35 mil por mês, tem muitos assessores ganhando outras centenas de milhares de reais e nada de por a “mão na massa” por Bauru.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima