COLUNA CANDEEIRO 25092020 NELSON ITABERÁ

N.79 Lotação de UTIs pressiona decisões de Suéllen para Covid no comércio e volta às aulas

Facebook
WhatsApp
LinkedIn

N. 79 LOTAÇÃO DE UTIS E AUMENTO DE CASOS PRESSIONA SUÉLLEN PRA DECIDIR REGRAS DA COVID PARA COMÉRCIO E VOLTA ÀS AULAS 

 

ESTAVA TRANQUILO!

Como já abordamos aqui com o próprio secretário Municipal de Saúde, Orlando Costa Dias, os indicadores de transmissão e lotação UTI vão nortear as decisões da prefeita Suéllen Rosim para as novas regras Covid para Bauru, já a partir da próxima segunda. E o governo também não terá como “esticar” por muito mais tempo a definição sobre retorno ou não às aulas.

Estava tranquilo! Mas infelizmente, a projeção de aumento de lotação UTI e de novos casos se confirma. A festança de Natal e Ano Novo e a ideia falsa (de uma parte da população) tanto de que a Covid já passou quanto do relaxamento comportamental após o anúncio das vacinas (que vão levar meses para gerarem efeito em massa) …. incidem sobre o aumento dos casos.

Nesta terça-feira (12/07), – veja na foto divulgada pela Prefeitura – a Diretora Regional de Saúde (DRS-6), Doroty Conceição falou com Suéllen. Na Prefeitura. Hora gente! Disse a diretora: – Estamos com demanda crescente de casos e de lotação UTI. Ponto.

LOTAÇÃO

Quer dados?

Hoje o HE (terça) tinha 50 vagas oficiais para internações graves UTI. Com 86% de lotação. 22 pacientes da região, 21 de Bauru. Na região (considerando Bauru, Botucatu Jaú, Pederneiras, Lins, Avaré, Promissão, … etc) 79% (110 pacientes para 140 leitos UTI).

Ou seja! Gente, a coisa tá feia! Não há como tergiversar! Se cuidem! O trem (vírus) está solto! São 21 mortes em 13 dias em Bauru!

Não quer pegar? Não quer correr o risco? Faça distanciamento, não vá a local cheio de gente, lave as mãos o tempo todo.. etc. e etc. e etc…

PROTOCOLO NA UPA

O secretário de Saúde Orlando Costa Dias já havia falado conosco (publicamos segunda na coluna), sobre a necessidade de conversar com profissionais da Saúde para a importância (e obrigação) de respeitar o protocolo.

Não importa o que o profissional médico ou enfermeiro pensa sobre a doença. Ele é servidor público e como tal tem de cumprir a norma! Respeitar protocolos, pedir exames necessários… o básico para cumprir com o dever de atender ao paciente.

A maioria dos profissionais trabalha com comprometimento. E não pode sofrer os prejuízos por alguns que acham que jaleco é passaporte para a impunidade funcional!

NÃO SERÁ FÁCIL

Poxa pessoal! Mesmo que não faça diferença para muitos, vamos dialogar: Você não acredita nisso ou naquilo….?  Direito seu. Mas vamos lá… Compreendes o direito dos que se esforçam em realizar o distanciamento, o protocolo, que temem morrer ou o fazem por respeito, amor, aos seus?

Respeita, poxa… é direito de todo cidadão inclusive o medo de morrer pelo vírus… Se você seguir no seu canto, mas sem expor ninguém ao risco…. já dá acordo, oras! Segue ai com sua convicção… Mas, pondera ai…

Mas, olha lá! Se você é do time dos destemidos (com respeito, aqui, ok?), faça um acordo com as pessoas que você gosta: Não discute “política” sanitária, por exemplo, você segura a onda e respeita as regras de distanciamento e tal…   Vamos avançar? Pelo menos até que a vacina nos encoraje, ou nos separe, mas vivos! (?)

Para a prefeita Suéllen? Ah… posso ser sincero (?): – Terá até domingo o primeiro teste mais difícil em torno da decisão a ser tomada em relação a regra de Bauru para a Covid. Seja com base nos indicadores epidemiológicos, seja com base no discurso eleitoral…

E, em seguida, a prefeita também não poderá “segurar” por muito mais tempo a decisão sobre retomar as aulas (por escala, mista…. ou presencial alternada…) ou não em fevereiro. Mesmo porque não há como definir isso “em cima” da hora. O planejamento estrutural, de protocolo, de Recursos Humanos, exige definir antes!

VISTORIA NAS ESCOLAS

A vistoria (fiscalizatória, necessária) nas unidades da rede pública municipal deveria ter sido realizada ao longo de 2020 (primeiro). E isso não aconteceu! Dito isso:… Agora, mandato novo, eleitos novos… sigamos! Será salutar ser realizada (em nome de 2021).

Hoje teve reunião entre parlamentares para montar visita, por amostragem, em unidades escolares. A ação, sob o ponto de vista técnico e da função fiscalizatória dos representantes da comunidade junto ao Poder Executivo, é relevante.

A Secretaria de Educação já disse ao CONTRAPONTO que algumas escolas não terão condições de abrir. Falta estrutura, manutenção e preparo em algumas. A Prefeitura precisa informar quais são e por que! E faltará mão de obra para unidades abrirem.. (pensando em pandemia).

E, anotem ai, se o anúncio for pela abertura (ainda que gradual, parcial), o setor vai judicializar e se mexer na direção da ação grevista.

A PLANILHA…

Na reunião com vereadores, para discutir as ações de vistoria nas escolas, Chiara Ranieri citou planilha com valores (saldo de 2020) não utilizados para pequenos consertos nas escolas municipais. Várias unidades, muitas, pouco utilizaram da verba… Putz! Como assim?

Esses recursos eram exatamente para ajustar o que era possível… Tem escola com R$ 20 mil de saldo….

ANO DURÍSSIMO

Não há como fugir dos números, dados. O IPTU (que já teve o valor base aumentado bem acima da inflação nos dois últimos anos do governo Gazzetta – na planta genérica) vem 4,3% mais caro para o primeiro ano do governo Suéllen. Os salários do funcionalismo estão congelados (2020 e até dezembro de 2021) e no setor privado a dureza é parecida…

A inflação vem com os efeitos de 4,52% do fechamento de 2020 (com o efeito de que produtos básicos para o dia ficaram muito mais caros para os mais pobres)… o fim do auxílio emergencial coloca mais 3,4 milhões de brasileiros na lista dos miseráveis..

O IR será pago neste ano com defasagem de 113%, desde 1996. Extorsão escancarada que atinge em cheio a já sufocada classe média brasileira.

Você que tem contrato particular, já recebeu o boleto do plano de saúde deste janeiro de 2021? Veio o “valor represado” pela ANS, relativo ao ano passado. Uma paulada!

CORTES DE DESPESAS

Governo Suéllen. Com poucos recursos, demandas crescentes e restos a pagar de 2020, a prefeita Suéllen tem de apresentar à comunidade bauruense uma de suas promessas: redução de cargos, secretarias…. ajuste em gastos. Isso é prioridade, para o barco ser tocado 2021 adentro pelo menos com menor peso…

Até agora (segunda semana de governo) quem falou em cortes foi só a Emdurb…

 

6 comentários em “N.79 Lotação de UTIs pressiona decisões de Suéllen para Covid no comércio e volta às aulas”

  1. É possível concluir que o comércio e serviços têm mais segurança, porque têm mais facilidade de obediência ao distanciamento e outros cuidados. Normalmente quem está no atendimento são adultos.
    Sobre as aulas, porém, acho um pouco mais difícil, porque os alunos não têm suficiente consciência dos perigos e não estariam tão dispostos ao cumprimento de regras.
    Melhor seria esperar as vacinas ou antecipa-las em relação a eles e professores.
    Há, também, a grande possibilidade de os pais não permitirem a ida dos filhos à escola.

    1. 2020 passou sem reformar,ampliar ou construir novas escolas.
      Se falta espaço, funcionários, como retornar as aulas presenciais?
      Sugiro que a qualidade das aulas gravadas melhorem.

  2. Não autorizar o início das aulas, com todo respeito a quem pensa diferente, é um absurdo. As crianças terapia prejuízos irreparáveis, profissionais que norteiam e sobrevivem desse setor esperam esse momento para poderem se alimentar.
    O estado não fez a lição de casa e o indivíduo paga de qualquer forma com a própria vida, na rua morre, em casa morre… Parabéns aos envolvidos na estratégia de cuidar mais do vírus que da vida!

  3. Até agora não vi reunião da ACIB, Clube de diretores Lojistas, CIESP etc… com a prefeita Suellen Rosin quanto ao funcionamento do comércio e industria. Será que vai adotar o estilo Gazzetta, divulgar o decreto no domingo ?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima