COLUNA CANDEEIRO 25092020 NELSON ITABERÁ

N. 95 Educação de Bauru diz que 37 escolas estão prontas e 33 precisam de reparo para volta às aulas

Facebook
WhatsApp
LinkedIn

N.95 VEJA A LISTA DAS ESCOLAS VISTORIADAS PELA PREFEITURA E QUAIS ESTÃO PRONTAS PARA TER AULAS 

 

VISTORIAS 

Assim que terminou a entrevista coletiva onde a secretária de Educação Maria do Carmo Kobayashi disse, há duas semanas, que 40% das escolas precisam de algum reparo, outras 30% estão prontas e outras aguardavam definição, o CONTRAPONTO solicitou a lista definitiva.

Hoje ela saiu. As vistorias foram concluídas (a cargo de Clóvis Cavenaghi) e, conforme o governo das 66 unidades de ensino infantil e fundamental,  37 estão aptas  a receber o retorno das aulas, com qualidade física-estrutural. Outras 33 exigem reparos, considerados de simples realização pelo governo. (Não foram informados de que tipo). E 3 unidades não podem abrir nesta fase.

Veja a seguir a lista com a identificação de cada uma das escolas, nos três níveis (aptas, com reparos a fazer e sem condições de uso): VISTORIA ESCOLAS VOLTA ÀS AULAS

TELMA GOBBI

Até o início da noite, o estado de saúde da vereadora e médica Telma Gobbi era muito grave. Um médico consultado pelo CONTRAPONTO pontuou que a situação de seu linfoma era impossível de operar. Ela seguia internada no Hospital da Unimed, em UTI.

O irmão da vereadora, Paulo Gobbi, contou que Telma apresentou comportamento atípico em 15 de dezembro. E de lá para cá, teve outras ocorrências. Fez exames e, na última sexta, teve diagnóstico confirmado. Agendou início de quimioterapia para esta terça, mas à tarde voltou a se sentir mal, sendo internada à noite do mesmo dia.

As redes sociais vieram recheadas de antecipações sobre Telma. Aguardamos, com cuidado e respeito, a nota oficial ou comunicado da família sobre sua situação. Luz: Telma Gobbi!

112 ou 148?

O governo do Estado divulgou 148 UTIs no programa de reforço de leitos Covid para a região, no início da noite, e não 112 informados pelo deputado Rodrigo. Mas o deputado não errou.

É que o Estado incluiu 36 leitos UTI em sua somatória que já estão instalados, em hospitais da região. Mas foram incluídos, pelo governo, porque passam de fato a serem custeados pelo Estado. O Ministério da Saúde não renovou a habilitação desses leitos. Mas a demanda continua elevadíssima na região. Daí a diferença. Mas “novos leitos” são 112 (UTI).

A ampliação de leitos virá aos poucos, sem melhorar a situação de Bauru para a classificação desta sexta 07/02.

DADOS

Os dados oficiais de mortes por 100 mil habitantes intrigam a muitos. É que Bauru bem melhor que São Paulo na estatística triste de mortes por 100 mil habitantes. Embora a comparação exija considerar características muito distintas entre Estado, a cidade e o País, o fato é que em Bauru o índice é de 96 mortes por 100 mil habitantes, no Estado são 116,4 e no País, até aqui, 107,7, segundo os dados oficiais.

BOTUCATU

A situação é desesperadora nas internações Covid em Botucatu. Tem dois pacientes dividindo respirador, no corredor. Quem esteve lá e conferiu essa situação foi o deputado federal Rodrigo Agostinho.

Por sinal, ele foi chamado ontem para deixar Brasília e participar, às 16h00, da reunião em Sâo Paulo que anunciou o pacote de reforço de leitos, com diversos prefeitos da região. Suéllen Rosim (Patriota) não foi convidada pelo governo estadual.

R$ 24 MILHÕES

Este é o valor apresentado pelo vereador Eduardo Borgo (PSL), durante sessão extraordinária desta quarta, referente ao corte de recursos da Saúde para Bauru no Orçamento do Estado de 2021.

PRONTO SOCORRO

O PS de Bauru e mais o PAC (Posto Covid que funciona ao lado) têm 16 leitos semi intensivos, mas já com 90% de ocupação. E a espera, entre o estado de internação (grave) e o atendimento de retaguarda preocupa a Secretaria de Saúde. 10 respiradores, dos 37 que Bauru recebeu, estão reservados para ir para o HC. Faz tempo que estão parados (a espera do Estado instalar mais leitos por lá).

IDOSOS EM CASA

Que o secretário Municipal de Saúde, médico Orlando Costa Dias receba com muito carinho pedido repassado pelo CONTRAPONTO (recebido por muitos munícipes) de que a vacinação dos idosos (inclusive os das próximas fases, a partir de 65 anos) pra Covid seja feita também casa a casa e/ou por meio de drives thru.

Isso foi realizado com agilidade e êxito pelas equipes da Secretaria Municipal de Saúde em plena pandemia, o ano passado, para a imunização da gripe. Por favor, Orlando! Contamos ocm sua sensibilidade. É temerário que essas pessoas circulem, em pleno pico reconhecido pelo governo, e com o risco de (culturalmente) formarem aglomeração em Unidades de Saúde.

MAIS DOSES

A Secretaria Municipal de Saúde recebeu mais 8.100 doses da vacina Covid (Coronavac) ontem. As vacinas foram armazenadas. A programação ainda está contabilizando a imunização de profissionais da saúde (públicos e privados). Segunda começam a serem vacinados em torno de 2.000 idosos, a partir dos 90 anos em Bauru.

NA SALA

A prefeita Suéllen teve agenda apertada na quarta. Desceu “correndo” à Câmara para assinar a sanção da lei com as inclusões de atividades não essenciais e tinha pressa. Mas foi chamada a conversar com vereadores, também rapidamente.

De um grupo, na reunião improvisada, ouviu reclamações do DAE. Há descontamento entre vários parlamentares para serviços de consertos de vazamento (demora e qualidade ruim dos serviços) e de reposição do asfalto (demora e qualidade sofrível).

Alguns também consideram distante a relação da presidente Flávia Souza. Suéllen disse que vai ajustar a postura e cobrar resultados. Ela comentou na linha de que vereador “é representante do povo e o secretário tem de atender vereador, porque está atendendo ao povo”.

Secretário falou o suficiente para ouvidos captarem que vereador “não tem de ser atendido toda hora….” (sic)… Assim a relação não terá desenvolvimento…

NO CIESP

No final da tarde, a prefeita ouviu empresários, na sede do Ciesp. Segundo nota oficial distribuída pelo governo, o setor empresarial pediu plano para recuperação efetiva da infraestrutura nos Distritos, agir pela ampliação de voos comerciais de passageiros no Aeródromo Central e pela oferta de voos de carga no Aeroporto Regional Moussa Tobias.

Aguardamos que o Ciesp envie nota para informar sua posição sobre a reunião.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima