Panela de pressão explode no rosto de merendeira da Prefeitura

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
  1. Explosão espalha estilhaços e feijão toma teto da cozinha com acidente

 

Angela Regina dos Santos, 56 anos, está internada no PS Central com queimaduras no rosto e aguarda internação no Hospital Estadual. Ela trabalhava sozinha na escola estadual Antônio Ferreira de Menezes, no Jardim Progresso, quando foi atingida por estilhaços pelo estouro de panela pressão de 20 litros. Segundo diretor Ricardo Viotto, a panela era única e usada (todos os dias). Não se sabe, ainda, quanto tempo tinha de uso, mas que o equipamento apresentou problema de retenção de pressão antes.

Perícia da Polícia Civil recolheu a panela e pedaços de materiais para laudo. O governo municipal ainda não se posicionou. A escola atende 417 alunos do Estado, mas com merenda feita pela prefeitura, em convénio. A Comissão de Fiscalização vistoriou o local, com os vereadores Estela Almagro e Lokadora. Foto: divulgação – mostra feijão que tomou o teto e fogão industrial afundou ferro com impacto.

MERENDA

Em outras duas discussões, o governo recebe pedidos de contratação de merendeiras e ajuste no salário. Governo Gazzetta tentou projeto ilegal de transposição de cargos, questionado no TJ.

Em outro tema, a Secretaria de Educação é cobrada a ampliar merenda em razão agravamento da fome

. #merenda #panela de pressão #acidente #escola #bauru

2 comentários em “Panela de pressão explode no rosto de merendeira da Prefeitura”

  1. Será q não existe uma verba para q as diretoras das escolas possam tá sempre renovando essas panelas?,será q a parte menos favorecidas vai sempre levar a pior em tudo?💔💔

  2. José, verba tem, sobrando. O que não ficou explicado é como uma panela de pressão chegou no ponto de sua tampa sair voando. As panelas de pressão possuem inúmeros sistemas de segurança, MAAAASSSSSSS, se não recebem a limpeza adequada, se não passam por manutenção, se não é respeitada a capacidade máxima da panela, o risco de um acidente é grande. Perguntas: A panela estava com todos os sistemas de segurança em funcionamento? Houve adulteração nas características da panela? O travamento da tampa estava perfeito ou havia algum “gato” para seu funcionamento? Quanto de feijão foi colocado dentro da panela? Explosões em panelas não ocorrem por falha do fabricante, mas por imprudência em sua utilização. Toda atenção para a merendeira e que receba as nossas orações.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima