Prefeitura contrata fundação para montar concessão da ETE do Distrito

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Equipamentos adquiridos para a ETE do Distrito estão no canteiro de obras a espera da conclusão

Na véspera de completar um ano da paralisação da obra, a Prefeitura de Bauru contrata a fundação integrada por professores ligados à USP, a FIPE – Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, para realizar a modelagem para a concessão da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do Distrito Industrial.

A contratação por dispensa de licitação tem o valor de R$ 1,190 milhão. A obra está sob manutenção de equipamentos, instalações, desde o inicio de setembro do ano passado, quando a Prefeitura rescindiu o contrato com a COM Engenharia – empreiteira que era responsável por instalar a ETE desde o início.

A contratação da FIPE é fundamental para ser definido o detalhamento do que já existe na obra, o que falta, o cronograma de investimentos (e custos) para a conclusão é operação.

A modelagem, assim, é a saída encontrada pelo governo local para tentar garantir que empreiteiras de porte disputem a conclusão da obra vinculado à obrigação de fazer a ETE operar, com exploração desse serviço pelos próximos 20 ou 25 anos.

O ajuste no cronograma para retomada da obra, que depende deste estudo e da realização da concessão pretendida, foram informados à Promotoria.

A obra da ETE conta com ações judiciais da empreiteira COM contra a Prefeitura e desta contraponto a empresa. O andamento está na Vara da Fazenda Pública de Bauru.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima