Prefeitura fixa que escolas são obrigadas a ofertar ensino virtual e presencial aos alunos

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Prefeitura autoriza retomada das aulas 10 meses após o início oficial da pandemia em Bauru

A prefeita de Bauru, Suéllen Rosim, autoriza, em decreto publicado nesta quinta-feira no Diário Oficial o retorno das aulas presenciais na cidade, sob condições, de forma gradual, conforme antecipado anteontem pelo CONTRAPONTO. A autorização também inclui o ensino infantil e fundamental. Cada rede (estadual, municipal ou particular) é que vai definir a data do retorno.

As escolas são obrigadas a seguir o protocolo de biossegurança e, sobretudo, ofertar aos pais a possibilidade do aluno comparecer na unidade ou ter aula virtual.

Separamos, a seguir, uma compilação das principais regras para você. Além dessas, todos os protocolos de distanciamento físico e higienização estão mantidos.

 

SINDICATO DOS SERVIDORES

O Sindicato dos Servidores Municipais (Sinserm) é contra a retomada das aulas nesta fase e já tem medida judicial a respeito. Na Internet, há movimentos (de pais, proprietários de escolas) contrários e a favor da medida.

Sobre a rede municipal de ensino, o advogado do Sinserm, José Francisco Martins diz que:

“O Sinserm se posiciona contrariamente ao retornos das aulas presenciais sem que haja a vacinação de todos os servidores da educação. Mesmo com a adoção de todos os protocolos de biossegurança, diante do crescente número de casos de infecção , mortes e praticamente a totalidade de ocupação dos leitos hospitalares, principalmente UTIs, também com a iminente possibilidade de rebaixamento do Município para fase vermelha, o retorno às aulas presenciais é prematuro e preocupante do ponto fe vista sanitário e de saúde pública. Ainda que a título de argumentação apenas, se considere seguro o ambiente escolar, o que não é verdade, outros fatores de risco externos devem.ser considerados”.

 

Clique sobre a palavra em azul se quiser ler o: decreto completo.

1 comentário em “Prefeitura fixa que escolas são obrigadas a ofertar ensino virtual e presencial aos alunos”

  1. Andréa Cristina de Siqueira

    Esqueceram de avisar que o retorno é facultativo, ou seja, os pais decidem, porém se acontecer algum caso de infecção, óbito as prefeituras e estados estão isentas. Afinal foram os pais que decidiram, eles tinham a opção de ficar em casa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima