A Bolsa caiu. O que faço com as aplicações?

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
No conteúdo de hoje sabia o que é PREÇO E VALOR no mercado de aplicações…

O mercado financeiro é cheio de mantras e gurus. Aos investidores iniciantes e ambiciosos, promessas de dinheiro rápido são desmanchadas com velocidade dentro de um universo do principal indicador de ações brasileiro cair 12% de sua máxima.

Nesse artigo, caro leitor, objetivamos explicar (e quem sabe até acalmar) aos marinheiros de primeira viagem, como e o porquê desses movimentos acontecerem. A Bolsa caiu! O que fazer?

Preço e Valor

No mercado financeiro, preço e valor travam um embate digno de cinema. Para entender um pouco melhor, preço é aquilo que a gente vê, isso é, a ação XPTO está custando R$20.

Já valor, é o que precisamos calcular com base no que a empresa de fato vale, no lucro que ela gera, no ambiente que está inserido, no seu crescimento.

Valor é subjetivo, pois depende de diversas premissas, não sendo uma ciência exata. Quanto a empresa vai crescer? Quanto de lucro ela vai gerar? Com que margem? São perguntas que temos que tentar responder, e isso depende do observador.

Com base no valor que foi calculado, posso chegar à conclusão de que a ação XPTO deveria valer R$ 30, nesse caso ela está barata. Do mesmo jeito, posso chegar à conclusão de que XPTO deveria valer R $10, então ela está cara. A maneira que se chega no valor, é conversa para outro artigo.

No curto prazo, forças maiores

“Eu fiz as contas, pra mim a ação está barata e ela só cai…” é uma frase que ouvimos bastante no nosso dia-a-dia.

No curto prazo, os mercados de ações, se movimentam no sentido de forças maiores: política, noticiário, dados da economia (PIB, Inflação), geopolítica.

Uma notícia ruim pode derrubar a ação de uma empresa que acaba de anunciar lucro recorde, investimentos, dividendos. Do mesmo jeito que uma notícia boa, faz subir uma empresa em recuperação judicial.

No longo prazo…

O mercado é cheio de desavenças, mas se alguma coisa se aproxima do consenso, é o que acontece no longo prazo: o preço tende ao valor.

Assim, se o seu prazo é longo o suficiente, e tiver em um ativo que acredita e confia em suas contas, é só ter prazo para o preço tender ao valor.

Mas então é só comprar e segurar?

Investir em ações é muito mais do que isso. Não há nada errado em comprar e vender buscando oportunidades de curto prazo, como também não há nada errado de comprar e segurar por longo prazo. São estratégias diferentes e até mesmo complementares.

A bolsa de valores tem oscilações que podem abrir grandes janelas de oportunidade, e para estar sempre antenado a elas, a Copaíba Invest conta com os melhores profissionais do mercado para te assessorar.

 

Victor Salina.

Assessor de Investimentos Copaíba Invest – XP Investimentos

Para investir melhor em renda variável, nada como contar com especialistas. Entre em contato conosco:

Telefone: (14) 3010–1818

WhatsApp: (14) 3245–4345 ou acesse clicando aqui.

1 comentário em “A Bolsa caiu. O que faço com as aplicações?”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima