Com o aumento da Taxa Selic, como ficam os investimentos?

Facebook
WhatsApp
LinkedIn

No fim do dia de ontem, quarta-feira (27), o Copom anunciou o aumento da Taxa Selic em 1,50 pontos, subindo de 6,25 para 7,75 pontos. Com isso, algumas mudanças podem ocorrer no planejamento econômico dos investidores, pensando nisso, trouxemos esse texto, que explica como as mudanças irão impactar nossos investimentos na Bolsa.

 

O que é a Taxa Selic?

Praticamente todo mundo já ouviu falar na famosa Taxa Selic, seja nos jornais diários ou ao decidir seu investimento, mas você sabe o que ela é ou para que serve? A Selic é considerada a “Taxa básica da economia”, ou seja, ela serve como referência para todas as outras taxas da economia brasileira. 

Uma Selic alta tende a diminuir a inflação, já que investimentos em renda fixa ficam mais atrativos, diminuindo assim a quantidade de moeda em circulação, já o contrário também ocorre, com a Taxa básica com níveis mais baixos, o investidor se sente na obrigação de deixar os investimentos em renda fixa e partir para opções mais arrojadas que colocam mais dinheiro em circulação, aumentando assim a inflação e fazendo o dinheiro rodar em momentos de crise econômica. 

Explicamos ela com mais detalhes aqui

 

Como o aumento da Selic afeta o mercado de renda variável?

Este aumento da Selic tem uma relação direta com o mercado de renda variável. O valuation, ou valor de mercado, de cada empresa é calculado com base na Taxa básica de juros, sendo assim, com uma taxa mais alta a tendência é que o valor estimado das companhias diminua no longo prazo. 

Com uma taxa de retorno de investimento em renda fixa mais elevada, para um empreendimento valer a pena, ele tem que ter lucros substancialmente maiores, fazendo valer a pena correr o risco de um investimento em algo muito mais incerto que a renda fixa.

Apesar de tudo que foi explicitado, o Mercado de ações funciona com base nas projeções de longo prazo, ou seja, é muito provável que este aumento já foi precificado e o mercado encerrou suas operações ontem com essa correção atribuída, mesmo antes da nova taxa ser divulgada. 

A previsão da maioria dos especialistas era de que o aumento fosse dos 1,50%, que de fato aconteceu, então a não ser que ocorresse uma variação diferente da prevista, não há motivos para se preocupar com seus investimentos neste momento..

 

Quais setores mais se beneficiaram com esse aumento?

O aumento afeta diferentemente os setores econômicos. Assim como ocorreu no primeiro aumento da Selic neste ano, o setor bancário tende a se beneficiar com a elevação, já que é possível obter um spread bancário maior, aumentando seus lucros diretamente. Outro setor que se beneficia é o composto pelas seguradoras, como elas precisam de muita liquidez em seu caixa, seu investimento preferencial é em renda fixa, com taxas mais altas seu retorno é maior.

Em contrapartida, alguns setores podem ser prejudicados, como o imobiliário por exemplo. Com o aumento aprovado, as taxas de financiamento também tendem a aumentar, desacelerando assim o setor que depende muito dos financiamentos. Outro setor que deve sofrer impactos negativos é o de varejo, focado em e-commerce, já que para um crescimento rápido é necessário a tomada de empréstimos visando financiar os custos necessários, assim como no setor imobiliário. 

A maioria desses impactos secundários é muito difícil de ser prevista e precificada. Por conta dessas incertezas do mercado financeiro, é necessário ter uma carteira de investimentos bem diversificada e sempre contar com a ajuda de especialistas na hora de escolher onde investir seu capital.

 

Nenhum dos setores citados, ou modalidades de investimento configuram recomendação de qualquer tipo. A Copaíba deixa claro que ganhos do mercado de ações são imprevisíveis, variáveis e nada garantidos

 

Texto postado por Lucas Strutz Haguiara no dia 06/05/2021 e adaptado por Matheus Assunção no dia 28/10/2021

 

Para investir melhor em renda variável, nada como contar com especialistas. Entre em contato conosco:

Telefone: (14) 3010-1818

Whatsapp: (14) 3245-4345 ou acesse clicando aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima