COLUNA CANDEEIRO 25092020 NELSON ITABERÁ

N. 154 Ministro Ricardo Salles deve vir nesta quinta para ver ETE, despejo de esgoto e “alfinetar” Rodrigo

Facebook
WhatsApp
LinkedIn

N. 154 RICARDO SALLES DEVE VIR A BAURU NESTA QUINTA PARA VER DESPEJO DE ESGOTO E “ALFINETAR” RODRIGO, QUE FALOU À CEI DA ÁGUA 

 

MINISTRO AQUI

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, deve confirmar agenda em Bauru nesta quinta-feira. Sua assessoria conversou com a prefeita Suéllen Rosim (Patriota) para ver o despejo de esgoto no rio Bauru, as deficiências com resíduo sólido (construção civil) e visitar as obras da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE).

A agenda é cirúrgica. Salles vem à cidade para ver “in loco” pendências do governo Rodrigo Agostinho (como ex-prefeito), pela manhã. Quem acompanha política aposta que o ministro vai alfinetar o agora deputado.

Na Câmara Federal, Agostinho tem sido crítico da gestão de Salles à frente do ministério do Meio Ambiente. Há poucos dias, o ministro trocou farpas com Rodrigo em audiência. Entre deputados federais corre um requerimento colhendo assinaturas para pedir CPI contra a gestão de Ricardo Salles.

PEDIDOS LOCAIS

A despeito das rusgas, Salles vai receber pedidos para projetos fundamentais em sua área em Bauru, como equipamento capaz de dar conta da alta demanda de “moagem” dos resíduos da construção civil e a instalação do Transbordo da coleta de lixo domiciliar.

O transbordo é considerado fundamental para reduzir as despesas da Emdurb, que hoje gasta R$ 400 mil/ano somente com pedágio para levar o lixo doméstico para aterro particular, em Piratininga.

RODRIGO FALA 

O deputado foi o depoente na reunião da CEI da Água desta segunda-feira. Rodrigo comentou que a lei de saneamento em tramitação na Assembleia Legislativa Paulista (Alesp) mexe ainda mais com o setor, que já tem novo marco regulatório recentemente aprovado pelo Congresso.

Pelo projeto na Alesp, o Estado será dividido em quatro regiões para adesão (dos municípios que quiserem) para compor o grande pacote de concessão no setor. A menção de Rodrigo foi recepcionada como mais uma informação de que o setor (abastecimento e esgoto sanitário) é um dos principais, no País, a receber interesse privado (concessões).

Contudo, é preciso lembrar que qualquer mudança a respeito (privatização do DAE) exige projeto específico, audiências públicas e aprovação da Câmara. O assunto está só começando… por aqui…

NÃO FEZ POR QUÊ?

O principal questionamento (na CEI) em relação a Rodrigo é por que ele não realizou as etapas informadas no Plano Diretor de Água (PDA), após contratar o estudo em 2013, quando prefeito? Ele abordou que os investimentos são elevados nos primeiros anos e argumentou que o DAE não tem caixa suficiente para contratar as obras. Além disso, todas as etapas requerem projetos, que ainda não foram contratados desde 2014….

Porém, o estudo em si, contratado na gestão de Rodrigo junto à empresa Hidrosan, estruturou as etapas de realização do Plano em cima do planejamento (no tempo) de troca de hidrômetros. Trocar os medidores significa aumentar (em muito) a arrecadação…

FUNDO MUNICIPAL

Pra restabelecer, o PDA entregue em 2014 contém ações de curto e médio prazo que tinham de ser realizadas entre 2014 e 2034 na área de abastecimento em Bauru. Mas Gazzetta só transformou o Plano em lei no final de 2019. O ex-prefeito não cumpriu o Plano, assim como seu antecessor!

Ao tornar o Plano lei, regulamentada em 2020, Gazzetta estabeleceu que 1% das receitas tem de servir a ações com mananciais. O equivalente a R$ 1,4 milhão/ano para o Orçamento 2021 do DAE. Mas a lei do PDA também exige criar conselho e fundo. E estes mecanismos também não foram criados até agora…

FILA PARA INTERNAR

A fila para aguardar internação em Bauru nesta segunda conta com 45 pessoas, sendo 3 crianças. O dado foi apresentado pelo vereador Meira durante a sessão. 7 casos são de ortopedia, como a senhora Josefina (87 anos) que ficou por mais de 5 horas esperando ser transportada da UPA da Vila Ipiranga para o serviço de traumas do Estado (Hospital de Base)…. na última semana….

NÃO VACINOU

A prefeita Suéllen Rosim ajustou conteúdo incorreto de informação que ela mesmo deu em sua rede social. Ela disse, em vídeo, que todos os professores do município foram vacinados. A assessoria de imprensa posicionou, à tarde, que “em relação a vacinação dos professores, a prefeita já publicou nas redes dela que foram apenas os profissionais com 47 anos ou mais que tomaram a vacina até o momento. A vacinação dos demais ainda depende do envio de doses pelo Estado”.

A correção foi feita, ao vivo, em sessão, pela vereadora Estela Almagro.

FURTOS EM ALTA

A manchete do CONTRAPONTO, chamando a atenção para o aumento de furtos em Bauru durante a pandemia, mereceu novo pronunciamento do vereador Júnior Rodrigues. Ele voltou a reforçar a necessidade de ação de fiscalização dirigida contra ferros velhos ilegais, destino final dos materiais (sobretudo de ferro)….

Se você não leu o material, clica em MATÉRIA.  Para se ter ideia do crescimento das ocorrências, apenas no DAE já foram registrados 11 furtos nos quatro primeiros meses deste ano, contra 7 furtos em todo o ano de 2020….

CARTÃO ALIMENTOS 

A Mesa da Câmara anunciou, em sessão, a antecipação do envio de R$ 1,8 milhão do duodécimo (orçamento da Casa) para a Prefeitura. Foi discutido com a prefeita Suéllen a contratação de projeto piloto para criação do chamado cartão de alimentação, ação levantada em audiência pública.

A proposta é de que cada família que preencha os critérios sociais e econômicos receba R$ 100,00 para adquirir alimentos…

SEDE DA COHAB

O líder do governo, vereador Marcelo Afonso, defendeu que a sede da Cohab seja utilizada por secretarias municipais. Ele pondera que a companhia tem imóveis, na região central e que, com a queda (mês a mês) de seus contratos e quadro funcional, a gestão pode ser adequada para um desses endereços.

Com isso, o prédio da sede (amplo), na avenida Nações Unidas (que está ocioso) abrigaria secretarias – para redução de despesa com aluguel…

MAIO LARANJA  

Neste dia 18 de maio é fixada a ação chamada de Maio Laranja, contra abuso sexual e violência contra crianças. Ao abordar o tema, o parlamentar Edson Miguel listou que em 219 foram 251 casos de denúncias em Bauru, contra 271 no ano passado.

Ainda sob o calendário da pandemia em vigor, com a maioria dos agressores dentro das casas (conforme as estatísticas de autoria), já são 175 registros em apenas quatro meses e uma quinzena neste ano na cidade…

EXONERAÇÃO 

Foi lamentada a exoneração, pelo governo Suéllen, de Richard Leutz do quadro de profissionais que dão aula junto à Secretaria de Esportes (Semel). Alguns vereadores, como José Roberto Martins Segalla e Chiara Ranieri, pedem que a prefeita reveja sua ação.

Leutz protesta que teve seu nome veiculado em razão do conteúdo da ação criminal do aso principal dos desvios da Cohab. Ele teve passagem paga para disputa do Campeonato Mundial na China, há alguns anos. E, conforme a denúncia, o custeio teria ocorrido através dos valores desviados da companhia.

Contudo, o atleta não integra as irregularidades. Ele recebeu as passagens e disputou o Campeonato, onde foi campeão. Mas, em razão de sua citação, o governo o exonerou das funções.

RETIRADO

A prefeita retirou o projeto de lei que incluía a bolsa para treinamento de médicos por profissionais da Saúde, na rede local, chamada de preceptora. O projeto teve aprovação em primeiro turno. O governo não informou a razão da retirada….

AGENDA CEI

Nesta terça , 18/5, às 14h, a Comissão que apura ações e omissões no combate à Covid (CEI) ouve representantes dos comerciários, comércio, Emdurb e Acib.

Na sexta, 21/5, é a vez da CEI da Água ouvir os ex-presidente do DAE, Giasone Candia, Célio Bucceroni, Eric Fabris, Eliseu Areco e Flávia Souza, das 8h ás 12 horas.

Nesta quarta (19/05), às 14h, tem audiência pública para discutir o projeto de lei que pretende proibir o manuseio e uso de fogos de artifício (rojões) em Bauru. A proposta é acabar com o barulho e suas consequências, sobretudo para os animais…. A assinatura é de Coronel Meira.

A Causa Animal agora tem Comissão própria. Foi aprovado projeto que desvincula o tema da Comissão de Saúde, Previdência e Meio Ambiente.

Por fim, foi aprovado projeto de iniciativa de Ubiratan Sanches que cria o sistema  de rastreamento e dados para divulgação de vacinas na cidade.

….

É isto…! um resumo com todas as frentes, em todas as ações relevantes, neste início de semana… Cuidem-se! Fiquem com Deus….!

Considere apoiar o jornalismo investigativo, de reflexão, livre, do CONTRAPONTO. Há propostas com valores reduzidos, de contribuição, no site: https://contraponto.digital/contribua-com-o-contraponto/  

Se preferir contribuições por conta bancária, contate o Wattsapp (14) 99794-78982!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima