COLUNA CANDEEIRO 25092020 NELSON ITABERÁ

N. 92 Suéllen e Vinholi continuam embate, enquanto hospitais continuam em colapso

Facebook
WhatsApp
LinkedIn

N. 92 SUÉLLEN E VINHOLI CONTINUAM EMBATE, E HOSPITAIS CONTINUAM EM COLAPSO NA COVID

 

SEM LEITOS

A quem interessa o confronto entre a prefeita Suéllen Rosim (Patriota) e o secretário Estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi (PSDB). Estamos em pleno pico da pandemia, os casos de transmissão nas alturas e o HE lotado. Há vários dias!

SUÉLLEN

Suéllen reclama, com razão, que o Estado não responde pela falta crônica de leitos de internação, muito antes da UTI, há anos. Não adianta o Estado listar os milhões que pagou para o funcionamento dos hospitais locais até aqui. É obrigação! Mas está com o Manoel de Abreu fechado, há anos, a fila por exames de especialidade, cirurgias, é gigante e Doria cortou 7,3% no orçamento da Saúde neste ano, mesmo em plena pandemia.

VINHOLI

Pelo secretário de Estado, procede a crítica de que a prefeita precisa fazer fiscalização em massa e agir para conter a transmissão. Não adianta ir a churrascaria em Brasília em aglomeração com o presidente Bolsonaro (sem máscara) e fazer apelo para o bauruense não aglomerar. Liderar  com exemplo, ser responsável. Frases ao vento e comportamento errado atrapalham. E muito. Até porque o (a) eleita (o) exerce liderança. E o momento é grave. No jornal Estadão do  domingo saiu advertência de Vinholi de que “Suéllen parece não ter medo de que Bauru vire uma Manaus na Covid”…

Mas essas farpas entre os agentes públicos resolvem o que?

ABRIGO DE RUA

A Prefeitura de Bauru fechou o serviço de abrigo de rua no Ginásio perto da Unesp. Segundo o governo 36 vulneráveis foram encaminhados para outros serviços. Publicamos a frase (outdoor eletrônico) e também o release (na íntegra). Mas a prefeita preferiu fazer incitação até contra o jornalismo profissional em sua página no Facebook, ao invés de dialogar. Imaturidade! E arriscada prepotência na direção perigosa de leigos que, neófitos e de boa fé, podem reagir mal, serem levados… sob a blindagem virtual!

O QUE IMPORTA

O governo errou ao tomar decisão de tamanho alcance (e gravidade social) e divulgar na tarde de sábado, quando o acesso à prefeita é muito difícil. Como jornalista, ela sabe que as redações não têm noticiário neste período. Jornalista também descansa. Mas integrantes de ONGs reclamaram que vulneráveis que têm cães não vão ficar em Albergue. Eles não se separam de seus companheiros… por exemplo…

A medida exige maturação e diálogo com os setores envolvidos. Há recurso no caixa da União específico para uso em ação social Covid. É tão caro assim esperar pelo menos o pico da pandemia e tomar essa decisão com calma? Ou alguém acha que Bauru tem só 36 vulneráveis em situação de rua?

CARREATA

A prefeita Suéllen Rosim recebeu o apoio de diferentes segmentos (do comércio, serviços e indústria), em carreata, no domingo, pela abertura responsável dos estabelecimentos, com regras sanitárias, ao invés do decreto que só permite abrir serviços essenciais, no Plano SP.

O ato público, realizado em diversos pontos, a partir da Nações Unidas, também levou como bandeira o “Fora Doria”. Há descontentamento contra o governador tucano na cidade tanto em relação à pandemia quanto em relação ao aumento de impostos em pleno desemprego e pico da doença.

AULA X LOJAS q

O CONTRAPONTO esgotou abordagens, faz tempo, em relação a quem apoia e quem rejeita a abertura do comércio na fase de pico da pandemia. Mas uma questão, criada a partir de duas decisões judiciais antagônicas em medidas patrocinadas pelo governo estadual não podem escapar de comentário.

Na boa! O conceito CENTRAL do isolamento é reduzir a mobilidade social! Então é absolutamente esquizofrênico imaginar que a circulação de estudantes (sobretudo a partir dos jovens – os que mais transportam o vírus segundo os técnicos do governo) pode e abrir loja não pode! Tecnicamente, epidemiologicamente, ou podem ambos ou não pode nenhum (neste momento), para o repetido mantra de CONTER CIRCULAÇÃO para reduzir a transmissão….

Ah… hoje (segunda) tem escola particular que retoma as aulas presenciais. A regra é ocupação de no máximo 30% do tamanho de cada sala. Quem da Prefeitura vai fiscalizar e como?

COLETIVOS 

E, objetivamente, se a Prefeitura não combater festas e eventos clandestinos com fiscalização em massa e a lotação nos horários de pico nos coletivos, esquece! E isso é obrigação da Prefeitura!

SESSÃO VIRTUAL 

Os 17 vereadores eleitos para o mandato 2021-2024 iniciam hoje a jornada de sessões. E será virtual, em razão de estarmos na fase vermelha. Ninguém (fora os servidores convocados exclusivamente para a transmissão ao vivo por rádio e TV e de apoio Legislativo) vai entrar no prédio.

O embate político será para a escolha das comissões internas. Para quem acha que o governo Suéllen já não tem algum desenho de grupo, está enganado. Vamos ver como fica a formação…

Na pauta dois projetos importantíssimos e de repercussão de longo prazo para a cidade. A criação da estrutura do Instituto de Planejamento e a autorização para a concessão do lixo (cujo estudo o governo anterior deixou capenga e sobre o qual há inúmeras dúvidas). O governo Suéllen ainda não teve tempo para se debruçar sobre projeto tão complexo. O que é compreensível!

ERRO DE R$ 110 MILHÕES

E o CONTRAPONTO segue com uma de suas missões, além do jornalismo crítico e reflexivo. Matéria especial divulgada na edição ainda do domingo (disponível no site) traz à tona a mais importante ação exposta, neste momento, como oportunidade para o governo municipal buscar milhões de Reais para investir em infraestrutura.

Leia em: https://contraponto.digital/r-110-milhoes/

 

Nesta semana, aliás, também publicamos mais uma matéria da Série DIAGNÓSTICO, um trabalho de fôlego, com informações depuradas oficialmente junto ao Poder Público, para oferecer ao novo governo e à cidade avaliação atualizada em torno de 7 principais eixos temáticos. A matéria desta semana foi DIAGNÓSTICO DISTRITOS E LOGÍSTICA. Digite esta palavra no espaço (BUSCA) no site. Ou digite DIAGNÓSTICO e tenha as outras Grandes Reportagens da Série. 

Inté! Ótima semana!

“O jornalismo profissional não aceita blefes, insultos. Isso é para os fracos!”

 

 

3 comentários em “N. 92 Suéllen e Vinholi continuam embate, enquanto hospitais continuam em colapso”

  1. O MOMENTO QUE BAURU BUSCA SOLUÇÕES PARA NÃO ABANDONAR A SAÚDE (abandonada há anos) E NEM A ECONOMIA, O QUE PRECISAMOS FAZER É PROPORCIONAR A NOSSA PREFEITA SUÉLLEN TODO APOIO NECESSÁRIO PARA ELA E SUA EQUIPE AMENIZAREM ESSES DOIS GRAVES PROBLEMAS. O MOMENTO É DE UNIÃO INDEPENDENTE DE IDEOLOGIAS. TUDO EM PROL DE UMA BAURU MELHOR.
    TODOS JUNTOS E COM MESMO OBJETIVO SEREMOS MELHORES E VENCEDORES.
    Helsio Bíscaro

  2. Referente ao fechamento do abrigo social no Ginásio perto da Unesp, tomara que a decisão da Prefeita não esteja levando em consideração a religião.

  3. Separar essas pessoas de seus animais de estimação é no mínimo, insensibilidade. Prá quem já não tem nada na vida, ter que escolher entre um teto e seu melhor amigo….. As pessoas falam muito em nome do Senhor, mas os atos passam longe do que ele pregou….

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima