Outros ativos de Renda Variável: Derivativos

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Olá, queridos leitores! No episódio de hoje, falaremos sobre os derivativos financeiros, a fim de aprofundar mais nesse assunto ao decorrer da série.

 

O QUE SÃO DERIVATIVOS?

Como o próprio nome sugere, os derivativos são contratos que derivam de um ativo subjacente, de uma taxa financeira ou de um índice de mercado. Os derivativos podem ser ativos físicos, como o café, ou ativos financeiros, como ações.

A B3 possui um mercado de derivativos bem desenvolvido e em relação a negociação desses contratos, pode ser realizada em bolsas ou no mercado de balcão.

 

UTILIZAÇÕES

Os derivativos, devido ao grande número de possibilidades de operações, possuem diferentes utilidades. Dentre elas, destacamos:

  • Hedge (Proteção):

A operação de hedge, ou de proteção, é bastante comum nos derivativos. Essa operação consiste em proteger o preço de um ativo de variações de preços no futuro. Ao efetuá-la, o investidor fixa um preço para uma data de vencimento do contrato.

As operações de hedge tendem a confirmar as expectativas de lucros de empresas, reduzindo o risco de quebra. Também é uma operação presente em empresas com dívidas em outras moedas, que visam se proteger de altas. No caso dos agricultores, os mesmos podem utilizar os derivativos para determinar um preço mínimo a suas commodities, evitando uma queda elevada dos preços.

Assim, os investidores que efetuam o hedge têm como principal interesse evitar perdas, não tendo como prioridade o lucro na operação.

 

  • Especulação:

As operações de especulação, ao contrário das operações de hedge, têm como objetivo o lucro. Em operações desse tipo o investidor busca lucros com diferenças de preço nas compras e vendas dos contratos.

Pelo fato de buscarem o lucro pela diferença de preços, os ativos não são tão importantes para o especulador.

A especulação pode ocorrer tanto pelo day-trade, que significa a compra e venda de derivativos no mesmo dia, quanto por swing trade, em que o especulador mantém suas posições por alguns dias, com a expectativa de que os preços oscilem.

 

  • Arbitragem:

A operação de arbitragem também visa lucrar, porém de uma forma diferente do especulador. O arbitrador é a pessoa que busca lucrar com as diferenças de preços no mercado à vista e mercado futuro, para o mesmo ativo.

Essa operação torna-se possível por conta de erros que ocorrem na formação de preço. Os arbitradores buscam essas discrepâncias e lucram em cima delas, antes que ocorra o ajuste dos preços.

Geralmente, o risco do arbitrador é baixo, visto que ele já sabe o valor de compra e venda do ativo. No entanto, como já vimos em outros episódios: quanto menor o risco, menor o retorno. Assim, o arbitrador precisa de um grande volume de negociações de arbitragem para conseguir ganhos efetivos.

 

  • Alavancagem:

Por fim, também é possível realizar operações de alavancagem. Esse tipo de operação refere-se à possibilidade do investidor aplicar um valor maior do que possui em conta, visando maximizar seus lucros.

Essa operação é possível por conta das margens de garantia exigidas em operações com derivativos. A margem de garantia é um valor, ou ativos, que sinaliza que o investidor conseguirá arcar com os custos da operação, caso tenha prejuízo. Essa margem é um valor menor do que o total da operação e, caso haja lucro, possibilita ao investidor o ganho de dinheiro sem desembolsar uma grande quantidade.

No entanto, devemos nos atentar que essa operação tem um risco elevado e pode ocasionar em perda de dinheiro maior que o total que o investidor possui em conta. Para efetuar a alavancagem, é necessário um perfil agressivo.

 

PRINCIPAIS TIPOS

Existem 4 tipos de derivativos presentes no mercado: 

  • Contrato a Termo;
  • Contrato Futuro;
  • Swap; e
  • Opções.

Nos próximos episódios da nossa série falaremos sobre cada um desses tipos, começando pelos contratos a termo. Fiquem ligados!

 

Matheus Assunção.

 

Se você perdeu os episódios anteriores é só acessar pelo link abaixo:

 

Para investir melhor em renda variável, nada como contar com especialistas. Entre em contato conosco:

Telefone: (14) 3010–1818

WhatsApp: (14) 3245–4345 ou acesse clicando aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima