Criptomoedas – Conclusão (Disponível em Áudio)

Facebook
WhatsApp
LinkedIn

Queridos leitores, hoje chegamos ao último texto de nossa série sobre criptomoedas. Para aqueles que acompanharam os textos anteriores esperamos que eles tenham ajudado a entender os conceitos básicos dessa classe de ativo, e assim investir melhor e mais consciente. Para aqueles que não acompanharam os textos anteriores segue uma breve recapitulação do que foi tratado até aqui

 

Criptografia

Criptografia é uma forma de proteger a comunicação entre duas partes, que desejam manter segredo de uma terceira. A criptografia é essencial para o bom funcionamento e segurança presente nas criptomoedas, uma vez que todas as transações feitas através de uma rede de criptomoedas é criptografada.

 

Blockchain

Blockchain é a tecnologia por trás do Bitcoin e tantas outras criptomoedas, ela é capaz de registrar e rastrear transações de ativos, utilizando uma rede de computadores por meio de um livro razão compartilhado.

 

Criptomoedas

Criptomoedas são moedas digitais baseadas em blockchain, através delas podemos realizar todas as funções que realizamos com as moedas fiduciárias que utilizamos em nosso dia-a-dia, além de inúmeras outras possibilidades que não existem quando pensamos em moedas físicas. As principais características são sua descentralização, anonimato e custos reduzidos. As principais criptomoedas que existem atualmente são:

  • Bitcoin
  • Ethereum
  • Tether
  • Binance Coin
  • Cardano
  • Ripple
  • Dogecoin
  • USD Coin
  • Internet Computer

 

Investindo em Criptomoedas

Os investimentos em criptomoedas apresentam algumas características diferentes dos ativos comuns que encontramos no mercado, sendo eles uma grande volatilidade, grandes retornos e baixa correlação com os ativos comuns.

O investidor que deseja realizar aportes em criptomoedas, pode fazer através da compra da moeda, sendo essa compra realizada em exchanges ou peer-to-peer, outra possibilidade é a compra de cotas em fundos de investimento que negociam criptomoedas ou por fim comprar ETFs de criptomoedas.

 

Riscos

Um bom investidor deve estar atento aos riscos a que está submetido e assim tomar as medidas cabíveis para amenizá-los. Ao falarmos de criptomoedas, os principais riscos que estamos submetidos são: 

  • o risco de custódia, uma vez que um ataque bem sucedido feio por hackers pode levar a perder todo o valor aplicada. Ou caso você investidor se esqueça da senha de sua conta poderia perder o acesso ao dinheiro;
  • riscos de negociação ao comprar ou vender as criptomoedas, as legislações que ainda são muito novas, pouco abrangentes e estão sujeitas a alterações constantes;
  • riscos governamentais, tensões com governos que por vezes tentam controlar as criptomoedas.

Vamos juntos?

João Vitor Mariano Correia – AAI – Copaíba Invest

 

Caso tenha perdido algum post anterior, é só acessar pelo link abaixo:

Para investir melhor em renda variável, nada como contar com especialistas. Entre em contato conosco:

Telefone: (14) 3010-1818

Whatsapp: (14) 3245-4345 ou acesse clicando aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima