Sistema Financeiro Nacional – Gestor de Investimentos

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Olá caros leitores! Hoje falaremos sobre a atuação do Gestor de Investimento, entendendo um pouco melhor sobre o que ele faz. Antes de começarmos, é muito importante que você tenha na ponta da língua o que é um fundo de investimento e para o que ele serve! Se você ainda não sabe, confira nossos episódios já postados pois temos uma série inteira sobre o assunto!

Entendido que os Fundos de Investimento existem para facilitar a vida dos investidores, principalmente dos que não têm tempo ou simplesmente não querem aprender mais sobre o assunto, deixando assim, toda a responsabilidade do patrimônio nas mãos do gestor. Portanto, ele é quem vai comprar e vender os ativos que compõem determinado fundo.

Vale lembrar que quando falamos sobre gestor de investimentos, geralmente se trata de toda uma equipe responsável pela gestão e não uma única pessoa.

 

REMUNERAÇÃO

Vamos entender um pouco sobre como é formada a remuneração desses gestores. Quando observamos a lâmina de um fundo, podemos ver as taxas que são cobradas, como: taxa de administração, performance, ingresso e saída. Cada um desses tem sua rentabilidade e regras definidas, esses valores servem para pagar tanto os gestores como suas equipes e outros possíveis gastos.

Agora você deve estar se perguntando: quem são esses gestores de investimentos? Como eles chegaram lá? Ser um gestor com certeza não é uma tarefa fácil, considerando que ele fica responsável pelo capital de diversas pessoas, chegando muitas vezes à casa dos bilhões. Portanto, para ser um gestor, o profissional deve ter um conhecimento aprofundado sobre todos os produtos disponíveis no mercado financeiro e além disso, precisa ser habilitado pelo exame da ANBIMA, que garante que o profissional tem as capacidades técnicas necessárias para o cargo.

Os gestores têm um papel importantíssimo para o mercado financeiro, tendo em vista que normalmente são compostos por um time que o gere e toma suas decisões, impactando no patrimônio de vários investidores.

As gestoras de investimentos possuem o interessante aspecto de, como já dito antes, serem formadas por diversas pessoas. Podem ser compostas por profissionais com anos de experiência e especialistas em cada setor. A qualificação desses indivíduos que a compõem é um fator muito importante e que deve ser levado em consideração na hora de se aplicar em um fundo, pois convenhamos, ninguém quer deixar o seu patrimônio na mão de desconhecidos.

Muito legal o serviço de um gestor de fundos, não achou? Pena que ficamos por aqui. No próximo episódio iremos abordar outra profissão que vem crescendo muito no Brasil, iremos falar sobre o assessor de investimentos. Fiquem ligados!

 

Guilherme Lauris Torres

 

Se você perdeu o episódio anterior é só acessar pelo link abaixo:

Para investir melhor em renda variável, nada como contar com especialistas. Entre em contato conosco:

Telefone: (14) 3010–1818

WhatsApp: (14) 3245–4345 ou acesse clicando aqui.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima